Geral

Quase mil pessoas correm pela Paz nas ruas de Corumbá e Ladário

Cerca de mil pessoas participaram neste domingo (15) da Corrida da Paz na região pantaneira. Em Corumbá, a prova que também é chamada de CISM Day Run, em comemoração ao aniversário do Conselho Internacional de Esportes Militar (CISM), foi organizada pela 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira e reuniu mais de 600 militares e civis. […]

Arquivo Publicado em 15/04/2012, às 17h41

None

Cerca de mil pessoas participaram neste domingo (15) da Corrida da Paz na região pantaneira. Em Corumbá, a prova que também é chamada de CISM Day Run, em comemoração ao aniversário do Conselho Internacional de Esportes Militar (CISM), foi organizada pela 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira e reuniu mais de 600 militares e civis. Nem a chuva fina que caiu pela manhã atrapalhou os corredores, que começaram os preparativos logo cedo.


Antes das 7 horas da manhã o número de corredores no 17° Batalhão de Fronteira, onde aconteceu a largada e a chegada da prova, já era grande. Precisamente às 07h30 um aquecimento coletivo deu início às atividades. Logo depois o general-de-brigada Carlos Sardinha, comandante da 18ª Brigada, saldou os competidores e destacou a importância do evento, realizado também em outros países do mundo. “É um prazer tê-los aqui para mais uma Corrida da Paz, um dos bens mais preciosos do nosso País”, afirmou.


O general falou também do empenho das Forças Armadas neste atual cenário de pacificação pelo qual atravessa o Brasil, mas ressaltou que isso também é fruto do exercício diário de cada cidadão. “A paz começa dentro de nós, de nossos corações. Sendo assim, ela se reflete em casa, no trabalho, na escola e em todo nosso dia a dia. Hoje estamos aqui para exercitar esse espírito pacifista e demonstrar para a população que, sendo militares, desejamos sempre a paz e trabalhamos em prol dela”.


A Corrida da Paz movimentou também as ruas de Ladário, onde foi organizada pelo 6° Distrito Naval. Mais de 300 corredores participaram da prova, que começou e terminou em frente ao histórico Pórtico. A largada aconteceu pouco depois das 08 horas, também embaixo de garoa. Um motivo de comemoração, segundo o corredor Martins Soares de Oliveira, de 57 anos de idade, e praticante ativo do atletismo regional. “A corrida é um dos poucos esportes que não há condição climática ruim”, justificou.


Militar da reserva há 14 anos, Martins vê a Corrida da Paz como uma mais uma oportunidade de fortalecer os laços de união entre as Forças Armadas e a sociedade civil. “Hoje não é competição. Ninguém veio aqui para ganhar ou chegar na frente, mas para celebrar o companheirismo e o esporte. E isso vale muito”, completou. O contra-almirante Marcio Ferreira de Melo, comandante do 6° Distrito Naval, também participou de toda a prova.


História


O Conselho Internacional de Esportes Militar (CISM) foi fundado em 1948, após o término da Segunda Guerra Mundial com o propósito pacifista e de integração entre das nações por meio da prática de esportes entre militares de diferentes países. O CISM Day Run – Corrida da Paz acontece desde 2006. Em sua última edição, ocorrida em 2011, o evento alcançou a marca de mais de 590 mil participantes, em 35 países. No ano passado, o Brasil foi o primeiro lugar no ranking das nações participantes.

Jornal Midiamax