Geral

Quantidade de cana moída pelas usinas caiu na segunda quinzena de maio

O volume de cana-de-açúcar processado na Região Centro-Sul na segunda quinzena de maio alcançou 35,62 milhões de toneladas, queda de 17,62% na comparação com as duas últimas semanas de maio do ano passado. Desde o início da colheita até 31 de maio, as usinas moeram 70,71 milhões de toneladas, um recuo de 29,61% em relação […]

Arquivo Publicado em 14/06/2012, às 18h34

None

O volume de cana-de-açúcar processado na Região Centro-Sul na segunda quinzena de maio alcançou 35,62 milhões de toneladas, queda de 17,62% na comparação com as duas últimas semanas de maio do ano passado. Desde o início da colheita até 31 de maio, as usinas moeram 70,71 milhões de toneladas, um recuo de 29,61% em relação aos 100,45 milhões de toneladas processados no mesmo período da safra 2011/12. Os dados foram divulgados pela União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).


De acordo com a entidade que representa a indústria sucroalcooleira, a queda da moagem se deve ao aumento das chuvas, que prejudicou a colheita no fim do mês. “Entretanto, o maior impacto será observado sobre os resultados da primeira quinzena de junho, período em que o índice de precipitação pluviométrica superou os valores esperados”, disse o presidente interino da entidade, Antonio de Padua Rodrigues. Contribuiu também a antecipação da colheita dos canaviais mais antigos, menos produtivos.


Segundo levantamento da Unica, até 31 de maio, 278 usinas estavam em atividade no Centro-Sul, contra 289 em 2011, e 12 usinas que processaram cana-de-açúcar na safra passada não irão operar este ano.


A quantidade de cana-de-açúcar destinada à produção de etanol totalizou 51,69% de toda a colheita. Na segunda quinzena de 2011, a porcentagem ficou em 53,9%. No acumulado do início da safra, 54,41% foram para a produção do biocombustível, contra 57,02% verificados em igual período do ano anterior.


As usinas destilaram 1,29 bilhão de litros de etanol na segunda quinzena de maio, sendo 435,74 milhões de litros de anidro e 858,12 milhões de litros de hidratado. Os números representam queda de 25,52% em relação à segunda quinzena de maio de 2011. No acumulado da safra, a redução chega a 33,16% (2,61 bilhões de litros contra 3,91 bilhões de litros da safra 2010/11).


A produção de açúcar somou 1,96 milhão de toneladas contra 2,41 milhões de toneladas registradas na segunda quinzena de maio do ano passado. Desde o início da safra, a produção atingiu 3,53 milhões de toneladas, queda de 26,23% em relação a igual período de 2011.




Jornal Midiamax