Geral

Qualquer tipo de violência pode agora ser denunciado no Narcodenuncia 181

Serviço passará por mudanças este ano para atender a população

Arquivo Publicado em 03/01/2012, às 14h16

None
1561820022.jpg

Serviço passará por mudanças este ano para atender a população

Com muitas novidades para o ano de 2012, o serviço Narcodenúncia 181, administrado pela Agência Central de Inteligência da Polícia Militar será modificado. O foco da central de denúncias, que antes recebia ligações informando sobre prováveis locais de entorpecentes, traficantes, bocas de fumo e até o consumo doméstico de drogas, agora atenderá a população que queira denunciar casos de violência doméstica, agressões a idoso, mulheres, crianças e qualquer forma de violência.


“Durante as operações de pacificação na Vila Nhá Nhá e no bairro Tiradentes, nós aproveitamos a oportunidade para divulgar a nossa central de denúncias, distribuindo cartazes aos moradores e comércios da região. A intenção é que as pessoas se sintam seguras para fazer denúncias e saibam que somente serão identificadas caso tenham interesse. Para nós, basta falar a verdade”, afirma o major Franco Alan, sub-chefe da inteligência da PM (Polícia Militar).


O lema deste ano é: Sua melhor arma contra a violência – voz e 181 – Contra todas as formas de violência. “As denúncias de grande porte de drogas, que requer uma investigação mais detalhada, são encaminhadas para a polícia judiciária e muitas vezes as pessoas não entendem isso, querem a apreensão imediata. Já as denúncias de ações imediatas (tráfico ocorrendo), são comunicadas para a PM ou a PRF (Polícia Rodoviária Federal), quando em rodovias federais”, exlica o major Franco.

Denúnica anônima no 181 gerou uma das maiores apreensões este ano em MS


Recentemente, às 22h do dia 31 de dezembro, a polícia apreendeu em um carro 681 quilos de maconha na rodovia MS – 289, que liga Amambaí a Coronel Sapucaia. “Esta apreensão, uma das maiores do ano inclusive, aconteceu por conta de denúncias realizadas aqui na nossa central 181. Nós acompanhamos o trabalho e ajudamos em toda a operação realizada para apreender a droga “, diz o major Franco.


O serviço teve início em 2004 na Capital e cresce a cada ano, com uma média atual de 300 ligações mensais. Em 2011, por exemplo, 1.250 telefonemas geraram uma investigação do setor de inteligência da PM. “O site é interativo entre os policiais, que possuem senha para saber de todas as ocorrências. Por enquanto, ele ainda não foi mudado, mas em breve terá um novo layout”, afirma o major Franco Alan.


Quem quiser fazer qualquer tipo de denúncia, pode entrar no site: www.181.ms.gov.br ou ligar gratuitamente para o 181

Jornal Midiamax