Geral

PT vence em pelo menos três cidades da região metropolitana de São Paulo

O primeiro turno das eleições foi favorável ao PT nas principais cidades da região metropolitana de São Paulo. Nos municípios com mais de 200 mil eleitores ao redor da capital paulista, o partido conquistou três prefeituras no primeiro turno – Carapicuíba, Osasco e São Bernardo do Campo – e disputa a administração no segundo turno […]

Arquivo Publicado em 08/10/2012, às 01h22

None

O primeiro turno das eleições foi favorável ao PT nas principais cidades da região metropolitana de São Paulo. Nos municípios com mais de 200 mil eleitores ao redor da capital paulista, o partido conquistou três prefeituras no primeiro turno – Carapicuíba, Osasco e São Bernardo do Campo – e disputa a administração no segundo turno em mais quatro: Diadema, Guarulhos, Mauá e Santo André. Em Osasco, o resultado da disputa precisará ser decidido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Nos nove municípios com mais de 200 mil eleitores na região metropolitana de São Paulo, somente em dois o PT saiu derrotado. Em Barueri, Gil Arantes (DEM) conquistou a prefeitura no primeiro turno, com 54,75% dos votos válidos, vencendo Carlos Zicardi (PMDB), com 41,21%. Em Mogi das Cruzes, Marco Bertaiolli (PSD) obteve 80,81% dos votos válidos, derrotando o petista Marco Soares, que ficou em segundo lugar, com 13,98%.


Em Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT) foi reeleito com 67,68% dos votos válidos e foi eleito no primeiro turno. Ele derrotou Marcos Neves (PSB), que conseguiu 30,27%. Em São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT) conseguiu 65,79% dos votos válidos e também ficará mais quatro anos na prefeitura.


Beneficiado pela impugnação da candidatura de Celso Giglio (PSDB), Jorge Lapas (PT) conquistou 60,03% dos votos válidos em Osasco. A vitória, no entanto, dependerá da Justiça Eleitoral porque os votos dados ao tucano foram considerados inválidos. O município registrou 188,9 mil votos nulos, mais que os 138,4 mil obtidos por Lapas.


Em Diadema, o prefeito Mario Realli (PT) disputará a reeleição no segundo turno com Lauro Michels (PV). Realli obteve 46,76%, contra 41,92% de Michels. O PT também participará do segundo turno em Mauá, Santo André e Guarulhos. Em Mauá, Donisete Braga (PT) obteve 38,34% dos votos e disputará a prefeitura com Vanessa Damo (PMDB), que teve 33,9%. Em Santo André, o petista Carlos Grana obteve 42,85% e concorrerá com o prefeito Aidan Ravin (PTB), que conseguiu 37,23%.


Em Guarulhos, o prefeito Sebastião Almeida (PT) por pouco não se reelegeu no primeiro turno. Ele obteve 49,65% dos votos válidos, contra 29,38% de Carlos Roberto (PSDB). O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo só confirmou a realização do segundo turno por volta das 22h50.


Se também forem levadas em conta as cidades da região metropolitana de São Paulo com menos de 200 mil habitantes, o PMDB foi o partido mais beneficiado até agora. Dos 39 municípios da região, 13 tinham prefeitos definidos até as 23h. Desse total, o PMDB conquistou a administração de cinco cidades, contra duas do PV e duas do PSDB. PSD, PSB, PR e PPS elegeram prefeitos em um município cada.

Jornal Midiamax