Geral

PT-MS elege dois para mandato na Secretaria de Combate ao Racismo

A partir deste domingo (22), tem início o mandato de quatro anos da nova direção da Secretaria de Combate ao Racismo do Diretório do PT de Mato Grosso do Sul. O detalhe é que esse mandato será dividido entre dois militantes: no primeiro biênio, até 22 de abril de 2014, por Aparecido Shallom, de Campo […]

Arquivo Publicado em 22/04/2012, às 14h51

None

A partir deste domingo (22), tem início o mandato de quatro anos da nova direção da Secretaria de Combate ao Racismo do Diretório do PT de Mato Grosso do Sul. O detalhe é que esse mandato será dividido entre dois militantes: no primeiro biênio, até 22 de abril de 2014, por Aparecido Shallom, de Campo Grande, e nos dois anos seguintes por Edmir Abelha Moraes, de Corumbá. Shallom substitui Antonio Borges dos Santos, o Borginho.


No sábado (21), feriado de Tiradentes, representantes de diversos municípios participaram do processo de debates, definição de chapa e votação, que começou às 8h30min e só foi encerrado por volta de 17h. Para delegado sul-mato-grossense junto ao Diretório Nacional o escolhido é Idalécio Fernandes, o Dadá. A composição do colegiado com oito integrantes titulares e oito suplentes respeitou a inovação adotada pelo DN, garantindo a paridade entre homens e mulheres em todas as instâncias orgânicas do PT.


O sistema de gestão compartilhada confirma o ciclo de soluções de unidade que vêm sendo adotadas pelo partido, sobretudo a partir do entendimento restabelecido entre o ex-governador Zeca do PT e o senador Delcídio do Amaral por conta da pré-candidatura de Vander Loubet à Prefeitura da Capital. A eleição em outros setoriais do PT-MS este ano também refletiu o sentimento unificador deflagrado por Zeca e Delcídío. Com apoio de todas as correntes internas, as secretarias da Mulher e da Juventude passam a ser dirigidas em gestão compartilhada, com dois anos para cada titular no comando.

Jornal Midiamax