Geral

Prouni registra mais de 2 milhões de inscritos e supera total de 2011

Até as 18h desta quinta-feira (19), 2.109.478 de inscrições já haviam sido feitas no Prouni, programa do governo federal que oferece bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. É possível se candidatar até às 23h59. O balanço divulgado pelo MEC (Ministério da Educação) aponta que 1.098.856 de estudantes se cadastraram no site do […]

Arquivo Publicado em 19/01/2012, às 21h55

None

Até as 18h desta quinta-feira (19), 2.109.478 de inscrições já haviam sido feitas no Prouni, programa do governo federal que oferece bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. É possível se candidatar até às 23h59.

O balanço divulgado pelo MEC (Ministério da Educação) aponta que 1.098.856 de estudantes se cadastraram no site do programa. Esse número já supera o total de inscritos em 2011, que foi de 1.048.631 candidatos. Cada candidato pode fazer até duas opções de curso.

Segundo o levantamento feito pelo órgão, São Paulo é o Estado com maior procura pelos alunos, com 389.569 inscrições. Em segundo lugar, Minas Gerais com 252.308 fichas preenchidas. A Bahia está em terceiro lugar com 152.136 inscrições, seguida de Rio Grande do Sul, com 141.030, e Rio de Janeiro, com 136.572.

Serão oferecidas, no primeiro semestre de 2012, 195.030 bolsas, sendo 98.728 integrais e 96.302 de 50% da mensalidade.

Estão previstas duas chamadas para convocação dos candidatos pré-selecionados. A primeira será divulgada em 22 de janeiro. O candidato pré-selecionado terá até o dia 1º de fevereiro para comparecer à instituição de ensino para apresentar a documentação e providenciar a matrícula.

A segunda chamada está prevista para 7 de fevereiro, com prazo para matrícula e comprovação de informações até o dia 15.

Quem participa

Podem se candidatar às bolsas integrais estudantes com renda familiar de até um salário mínimo e meio (R$ 933, a partir de 1º de janeiro) por pessoa. As bolsas parciais são destinadas a candidatos com renda familiar de até três salários mínimos (R$ 1.866, em janeiro) por pessoa.

Além de ter feito o Enem 2011, com um mínimo de 400 pontos na média das cinco notas do exame e pelo menos nota mínima na redação, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou, em caso de escola particular, na condição de bolsista integral.

Professores da rede pública de ensino básico que concorrem a bolsas em cursos de licenciatura, curso normal superior ou de pedagogia não precisam cumprir o critério de renda, desde que estejam em efetivo exercício e integrem o quadro permanente da escola na qual atuam.

Jornal Midiamax