Geral

Projeto ‘Conta uma História’ aborda obras de Manoel de Barros

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul realiza neste sábado (1º de setembro), das 16h às 18 horas, no Centro Cultural José Octávio Guizzo, mais uma edição do projeto “Conta uma História”, realizado pelos alunos da Sexta Oficina Teatral de Criação e Montagem, sob a supervisão do ator e diretor de teatro Leandro […]

Arquivo Publicado em 28/08/2012, às 20h39

None

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul realiza neste sábado (1º de setembro), das 16h às 18 horas, no Centro Cultural José Octávio Guizzo, mais uma edição do projeto “Conta uma História”, realizado pelos alunos da Sexta Oficina Teatral de Criação e Montagem, sob a supervisão do ator e diretor de teatro Leandro Faria.

O projeto “Conta Uma História” acontece em um sábado do mês e consiste na leitura de textos da literatura infantil, de autores como Monteiro Lobato, Maria Clara Machado e Lia Luft. É direcionada para crianças de 4 a 12 anos. O intuito é de despertar o gosto pela leitura e pelo universo lúdico das histórias infantis, incentivando a descoberta do prazer de ler, tanto das crianças quanto dos pais.

“Esse mês o projeto traz um especial Manoel de Barros e sua obra infantil. Além das já tradicionais brincadeiras, músicas e desenhos, queremos colocar pais e filhos para se divertirem juntos e nada melhor que as histórias desse autor tão consagrado. Além disso, o pai ou filho que quiser pode levar uma história para contar, mesmo não sendo do Manoel de Barros”, explica Leandro Faria, coordenador do projeto.

A arte de contar histórias é uma prática milenar que começou desde os primórdios da humanidade por meio da tradição oral, sendo intensificadas na Grécia Antiga e no Império Árabe por meio das famosas histórias presentes na obra “As mil e uma noites”, contadas por Sherazade. Essa arte amplia o universo literário, desperta o interesse pela leitura e estimula a imaginação através da construção de imagens.

A Contação de Histórias age na formação da criança em várias áreas, contribuindo no desenvolvimento intelectual, pois desperta o interesse pela leitura e estimula a imaginação por meio da construção de imagens interiores e dos universos da realidade e da ficção, dos cenários, personagens e ações que são narradas em cada história.

Serviço: Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre a Calógeras e a 14 de Julho. A entrada é franca, mas serão recolhidas doações de alimentos, brinquedos e roupas, que serão repassados para a creche Recanto do Girassol, no Jardim Anache.

Jornal Midiamax