Geral

Programa da prefeitura do Rio entrega 180 casas na zona norte

Cerca de 180 famílias removidas de área de risco receberam nesta segunda-feira, véspera de natal, imóveis do Programa Bairro Carioca, em Triagem, na zona norte da capita fluminense. Os apartamentos têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Há também unidades para pessoas com deficiência. Construído pela prefeitura em parceira com o governo […]

Arquivo Publicado em 24/12/2012, às 17h45

None

Cerca de 180 famílias removidas de área de risco receberam nesta segunda-feira, véspera de natal, imóveis do Programa Bairro Carioca, em Triagem, na zona norte da capita fluminense. Os apartamentos têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Há também unidades para pessoas com deficiência.

Construído pela prefeitura em parceira com o governo federal, com recursos do Pograma Minha Casa, Minha Vida, o empreendimento, quando concluído, terá 2.240 moradias e 112 prédios. Ocupando uma área de 125 mil metros quadrados – o equivalente a 20 campos de futebol – o empreendimento também terá em seu entorno creche, Clínica da Família, ginásio poliesportivo e centro comercial.

Para o prefeito Eduardo Paes, apesar da entrega das 180 chaves hoje, a prefeitura ainda tem muito trabalho. “Os apartamentos são uma continuação do Bairro Carioca. É um projeto habitacional que a gente faz com muito orgulho e alegria, e está dando dignidade para as pessoas que moram em áreas de risco. Mas ainda falta coisa para entregar”, disse.

A cidade já contratou 55.313 unidades habitacionais com a Caixa Econômica Federal. Desse total, 22.336 são moradias para famílias de baixa renda.

Também na zona norte da capital fluminense, na Penha, o prefeito Eduardo Paes inaugurou nesta segunda-feira a quarta Nave do Conhecimento. Chamada de Joelmir Beting – em homenagem ao jornalista, que morreu no fim do novembro -, a nave é um espaço comunitário de alta tecnologia e lazer e vai oferecer cursos, oficinas, pesquisa e acesso à internet com capacidade de atender cerca de 300 pessoas.

Segundo Paes, a prefeitura estuda a possibilidade de construir outros prédios do tipo, alcançando a meta de 40 Naves do Conhecimento em toda a cidade. “Vamos ampliar pela cidade toda, permitindo que aquelas pessoas que têm uma situação financeira mais difícil, possam ter acesso à tecnologia, à informatização e à informação”, afirmou. Além da unidade da Penha, três naves do conhecimento já foram inauguradas: Santa Cruz, na zona oeste e Parque Madureira e Irajá, na zona norte.

Jornal Midiamax