Geral

Professores de Ribas do Rio Pardo terão 1/3 de hora-atividade para planejamento de aulas

Ribas do Rio Pardo é o 20º município de Mato Grosso do Sul a conceder 1/3 de hora-atividade para os professores da rede municipal de ensino planejarem suas aulas. A conquista deste direito foi um acordo entre a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), SIMTED (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em […]

Arquivo Publicado em 25/07/2012, às 12h56

None

Ribas do Rio Pardo é o 20º município de Mato Grosso do Sul a conceder 1/3 de hora-atividade para os professores da rede municipal de ensino planejarem suas aulas. A conquista deste direito foi um acordo entre a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), SIMTED (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Ribas do Rio Pardo e a prefeitura municipal, na reformulação da Lei nº 976/2011, referente ao Estatuto e o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos Profissionais da Educação Básica de Ribas do Rio Pardo.


Os educadores de Ribas do Rio Pardo passarão a contar com o cumprimento de no máximo 2/3 de sua jornada de trabalho em sala de aula e 1/3 de sua jornada na execução de atividades extra-classe, na forma estabelecida na Lei do Piso Salarial Nacional, nº 11.738/2008, a partir do segundo semestre de aulas.


Para Maria Marta Teixeira, presidente do SIMTED a conquista representa mais uma luta vitoriosa da FETEMS e do Sindicato Municipal. “Com a conquista do 1/3 de hora atividade os professores terão mais tempo para planejamento e como conseqüência teremos um ganho na qualidade das aulas.”


Segundo o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, esta é uma vitória em prol da qualidade da educação pública sul-mato-grossense. “Essa é mais uma conquista dos nossos direitos, com certeza teremos um salto na qualidade do ensino público ofertado neste município, assim como foi em outros municípios e como será na rede estadual de ensino a partir de 2013, com certeza serão menos licenças médicas e uma categoria com mais tempo para planejar as suas aulas e se especializar, quem ganha com isso são as crianças e adolescentes que terão em sala de aulas um professor mais preparado e disposto”, ressalta.

Jornal Midiamax