Geral

Produtos e serviços mais consumidos durante férias sobem 8,83%

Se as férias escolares permitem que os filhos passem mais tempo com seus pais, elas também pesam no bolso da família, uma vez que exigem aquele reforço na despensa e no lazer. A situação, entretanto, será um pouco pior este ano, já que os produtos e serviços mais consumidos no período subiram 8,83% entre janeiro […]

Arquivo Publicado em 06/01/2012, às 14h59

None
Se as férias escolares permitem que os filhos passem mais tempo com seus pais, elas também pesam no bolso da família, uma vez que exigem aquele reforço na despensa e no lazer. A situação, entretanto, será um pouco pior este ano, já que os produtos e serviços mais consumidos no período subiram 8,83% entre janeiro e dezembro de 2011. 
O economista do Ibre-FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), André Braz, elaborou uma cesta de produtos e serviços com os itens mais consumidos durante as férias. A inflação de 8,83% constatada para a cesta foi superior à inflação do período, de 6,36%, medida pelo IPC (Índice de Preços ao Consumidor).
Os grandes destaques, na categoria de alimentação, foram xarope de diversos sabores (22,37%), sorvete (16,97%), batata frita (14,13%) e iogurte (11,74%). Mas não foram só os alimentos que encareceram: os serviços também mostram alta, com destaque para passagem aérea (18,17%), hotel (12,35%), teatro (10,64%) e clubes (10%).
A recomendação é que, com os dados em mãos, os pais planejem com antecedência as finanças domésticas, no sentido de acomodar essas despesas extras, evitando surpresas desagradáveis. Vale lembrar que as férias são previsíveis e duram um curto período de tempo, logo, fazendo uma provisão financeira, é possível evitar gastos exagerados.
Jornal Midiamax