Geral

Primeiro dia de cessar-fogo na Síria é marcado por protestos

O primeiro dia hoje (26) do cessar-fogo na Síria foi marcado por uma série de protestos contra o governo do presidente Bashar Al Assad. No começo desta semana, o governo e representantes da oposição aceitaram o cessar-fogo. Porém, a Organização Síria dos Direitos Humanos (OSDH) informou que o clima de guerra permanece nas principais cidades […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 11h55

None

O primeiro dia hoje (26) do cessar-fogo na Síria foi marcado por uma série de protestos contra o governo do presidente Bashar Al Assad. No começo desta semana, o governo e representantes da oposição aceitaram o cessar-fogo. Porém, a Organização Síria dos Direitos Humanos (OSDH) informou que o clima de guerra permanece nas principais cidades do país.


Os protestos ocorreram depois das orações da manhã que integram as celebrações do Eid Al Adha (festival muçulmano que sucede a realização do Hajj , a peregrinação a Meca). O OSDH informou que foram registradas manifestações em Raqa (no Nordeste), onde as forças de segurança usaram gás lacrimogêneo, e na província de Deera (no Sul), onde três pessoas ficaram feridas.


Ativistas políticos relataram que houve manifestações no centro e nos subúrbios de Damasco, a capital do país, além de Alepo (segunda maior cidade da Síria), Deir Ezzor (no Leste) e Idlib (no Noroeste).


Os protestos foram organizados com a ajuda da rede social Facebook, pois os ativistas contrários a Assad mantêm uma página denominada Revolução Síria 2011. O texto principal que está na página diz: “O cessar-fogo é uma oportunidade para protestarmos em massa”. Há mais de 19 meses, a Síria está sob clima de guerra que matou mais de 33 mil pessoas.

Jornal Midiamax