Geral

Presidente do TRE/MS recebe servidores e diz que fraude eleitoral será investigada

Os servidores ainda farão o mesmo pedido de investigação na OAB/MS, MPE/MS e a um juiz eleitoral.

Arquivo Publicado em 27/08/2012, às 13h14

None

Os servidores ainda farão o mesmo pedido de investigação na OAB/MS, MPE/MS e a um juiz eleitoral.

O presidente do TRE/MS, desembargador Josué de Oliveira, recebeu em mãos na manhã desta segunda-feira (27), o documento de repúdio dos servidores públicos estaduais em relação à atitude do governador André Puccinelli (PMDB), que estaria reunido com servidores comissionados conferindo votos.


O flagra foi registrado recentemente em um vídeo, enviado por denúncia anônima e exibido em primeira mão pelo Midiamax.


”Nosso trabalho é brigar por uma eleição limpa, em que as ações são feitas com transparência e serenidade. Esse é o meu serviço e propósito, então encaminharei a solicitação para o órgão competente e peço a vocês que acompanhem o andamento do processo no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Se realmente houver fraude eleitoral, ela será investigada pelo órgão competente”, disse o presidente TRE/MS.


Após entregar o pedido de investigação por parte do TRE/MS, o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botarelli, disse que irá ainda fazer a mesma reclamação com um juiz eleitoral, no MPE/MS (Ministério Público Estadual) e na OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil).


”Se a moda pegar daqui a pouco prefeitos da Capital e do interior estarão exigindo votos e a eleição deixa de ser secreta. Queremos que a Justiça desse estado faça Justiça antes mesmo das eleições do dia sete de outubro”, concluiu o presidente da Fetems.

Jornal Midiamax