Geral

Presidente da OAB garante não incentivar desobediência de ordem judicial

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional de Mato Grosso do Sul (OAB-MS), Leonardo Avelino Duarte, negou incentivar desobediência de ordem judicial, conforme publicado no site do jornal Correio do Estado, nesta sexta-feira (31). A reportagem atribuiu a ele a sugestão de publicar a pesquisa, barrada pela Justiça Eleitoral, e arcar com os […]

Arquivo Publicado em 31/08/2012, às 17h16

None
1303757729.jpg

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional de Mato Grosso do Sul (OAB-MS), Leonardo Avelino Duarte, negou incentivar desobediência de ordem judicial, conforme publicado no site do jornal Correio do Estado, nesta sexta-feira (31).


A reportagem atribuiu a ele a sugestão de publicar a pesquisa, barrada pela Justiça Eleitoral, e arcar com os problemas posteriores. “Normalmente nessas ações (a exemplo da que barrou a divulgação da pesquisa) existe uma multa a ser paga; se o jornal quisesse, publicava o material e arcava com a multa”, teria dito o presidente da OAB ao Correio do Estado.


“O que eu disse é que foi abusiva a atuação da Polícia Federal”, declarou ao Midiamax a respeito das informações relatadas pela reportagem do jornal impresso sobre a atuação da PF. “Ordem judicial é para ser cumprida”, emendou, sem titubear.


Na noite de quarta-feira (29), após decisão judicial, oficiais foram ao Correio do Estado notificar a proibição de publicação de pesquisa do IPEMS sobre a sucessão eleitoral em Campo Grande. O levantamento, no entendimento da juíza da 36º zona eleitoral, Elizabeth Rosa Baisch, seria tendencioso em favor do candidato governista, Edson Giroto (PMDB).


Funcionário do Correio do Estado, no entanto, se negou a assinar o documento, levando a Justiça Eleitoral a acionar a Polícia Federal para garantir o cumprimento da ordem judicial. Dessa forma, um policial e um escrivão acompanharam o fechamento da edição e a impressão do jornal até ter a certeza da não publicação da pesquisa.

Jornal Midiamax