Geral

Prefeitura organiza ações para o Dia Nacional de Combate da Hanseníase

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) começa nesta semana as ações de combate à hanseníase. A ideia é intensificar as atividades de prevenção e controle da doença nas unidades básicas de saúde, com palestras educativas e busca ativa de casos para o diagnóstico precoce. “Um dos maiores desafios no combate desta doença está ligado à disseminação […]

Arquivo Publicado em 24/01/2012, às 12h30

None

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) começa nesta semana as ações de combate à hanseníase. A ideia é intensificar as atividades de prevenção e controle da doença nas unidades básicas de saúde, com palestras educativas e busca ativa de casos para o diagnóstico precoce.

“Um dos maiores desafios no combate desta doença está ligado à disseminação de informação, que deve ser priorizada tanto por parte dos profissionais de saúde quanto pela comunidade em geral”, pontua Andréia Souza da Silva, gerente técnica de doenças transmissíveis da Sesau.

As unidades de saúde do município oferecem atendimento para as pessoas com sinais e sintomas da hanseníase, que são, principalmente, manchas na pele que não coçam, não suam, não somem e não têm sensibilidade, dores nos nervos dos braços e das pernas. O diagnóstico é basicamente clínico e o tratamento está disponível nos serviços de saúde da prefeitura.

Semana mundial de luta contra a hanseníase – foi instituída pelo Ministério da Saúde com a finalidade de sensibilizar a população sobre a importância da identificação dos sinais e sintomas para o diagnóstico precoce da doença. O Congresso Nacional definiu, em 2004, que o último domingo de janeiro seria considerado o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, em 2008 foram diagnosticados 234.580 casos da doença em diversos países. O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos, são 39.047 pacientes diagnosticados com hanseníase (no mesmo período), ficando atrás apenas da Índia.

Os dados da Sesau apontam que, até o mês de novembro de 2011, foram notificados 125 novos casos da doença, enquanto em 2010 chegou a 89 o total de casos confirmados.

Jornal Midiamax