Geral

Prefeito Nelson Trad Filho abre oficialmente a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, […]

Arquivo Publicado em 17/06/2012, às 01h48

None

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.')’>

O prefeito Nelson Trad Filho juntamente com o secretário municipal de saúde, Leandro Mazina, abriu oficialmente na manhã deste sábado (16.06) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite na Unidade Básica de Saúde do Parque do Sol. A campanha que se estenderá até o dia 6 de julho contará com 114 postos de vacinação, fixos e volantes.

Para este sábado haverá postos de vacinação nos terminais Aero Rancho e Coronel Antonino; nas principais redes de Supermercado (Comper, Extra, Wal-Mart, Atacadão) e trailler ficará estacionado no canteiro central da Avenida Afonso Pena entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho.

Na Capital, a meta é vacinar no mínimo 95% da população com menos de cinco anos de idade (4 anos 11 meses e 29 dias), que hoje chega a 70 mil crianças. Ano passado foram imunizadas 58.700. Em Mato Grosso do Sul a meta é imunizar 203.327 crianças.

Para a dona de casa de 37 anos, Rosângela Aparecida de Souza mãe do Luka de dois meses, a expectativa é que a meta nacional seja atingida. “Acho importante que todas as mães tirem um tempinho para levar seus filhos para vacinar. É tão rápido e protege por anos seus filhos contra essa doença. Poder saber que através dessas duas gotinhas meu filho estará imune contra a paralisia me deixa menos preocupada.”, afirma a mãe.

O prefeito destacou a importância do combate da poliomielite, também conhecida como pólio ou paralisia infantil. “A pólio é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças. Por isso é importante que todas as crianças sejam vacinadas, por que mais que atingir a meta, temos o dever de ajudar a combater essa doença para que não venha para o Brasil”, ressalta o prefeito que ainda aproveita para chamar a população para juntos combater a pólio, “Peço que os pais ou responsáveis não deixam de vacinar suas crianças e mais que isso, não deixem para última hora para levá-las ao posto de saúde e pontos de vacinação” declarou.

Vacinação – A vacina induz à boa imunidade intestinal e humoral. Confere proteção contra os três sorotipos do poliovirus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. A vacina é trivalente e contém uma suspensão dos vírus da poliomielite atenuados dos tipos I, II e III (cepas Sabin), independente do laboratório de origem.

Em cada dose de 0,1 ml são encontrados princípios ativos não menores do que:, • poliovirus atenuados tipo I: 1 milhão CCID50;, • poliovirus atenuados tipo II: 100 mil CCID50;,• poliovirus atenuados tipo III: 600 mil CCID50. O Brasil realiza este ano o 33º ano de campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e o 23º ano sem a doença no país, estando livre do poliovírus desde 1990.

Jornal Midiamax