Geral

Prefeito lança projeto Agroescola na Embrapa Gado de Corte

O prefeito da Capital, Nelson Trad Filho, participa nesta sexta-feira (24) do lançamento oficial do projeto Agroescola, que consiste em um acordo de cooperação técnica entre a Embrapa Gado de Corte, a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect), a Universidade Federal de MS (UFMS) e o município de […]

Arquivo Publicado em 24/08/2012, às 10h25

None

O prefeito da Capital, Nelson Trad Filho, participa nesta sexta-feira (24) do lançamento oficial do projeto Agroescola, que consiste em um acordo de cooperação técnica entre a Embrapa Gado de Corte, a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect), a Universidade Federal de MS (UFMS) e o município de Campo Grande, referente à realização do Programa de Transferência de Tecnologia e Capacitação em Pecuária de Corte. O evento está marcado para as 8h30, na Embrapa Gado de Corte.


O projeto, que é desenvolvido pela Unidade Especial de Criação e Inovação da Prefeitura de Campo Grande, visa ao aprimoramento do conhecimento técnico e a disseminação de novas tecnologias aos alunos oriundos do ensino técnico profissionalizante agrícola. Os 19 alunos que fazem parte da Agroescola passaram por uma seleção e receberão bolsa-auxílio durante o curso, por meio da parceria com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS (Fundect).


Para o economista da Prefeitura de Campo Grande, Angelo Prochmann, a iniciativa vem em boa hora para atender principalmente aos anseios dos ex-alunos da Escola Municipal Governador Arnaldo Estevão de Figueiredo e dos empresários ligados à cadeia produtiva da carne. “A proposta é realizar um curso de extensão, tanto para complementar o ensino técnico agrícola, como também atender a forte demanda por profissionais de nível técnico habilitados para o trato com gado de corte e nos assuntos correlatos, tanto da produção bovina quanto da ovina”, afirma Angelo. O curso foi desenvolvido com o envolvimento de técnicos e pesquisadores da Embrapa e UFMS.


O curso que os alunos farão por meio do projeto será dividido em cinco módulos de 320 horas, totalizando 1.600 horas, sendo distribuído em 1.392 horas em aulas práticas e 208 em teóricas. A previsão é que a primeira turma conclua todas as atividades em aproximadamente 10 meses. Ao total foram selecionados 19 alunos, sendo 11 de Campo Grande, quatro do município de Ivinhema e quatro de Nova Alvorada do Sul, todos formados em ensino técnico agrícola.


Na grade do curso estão inclusas aulas sobre melhoramento genético, sanidade animal, formação e recuperação de pastagens, manejo e sistema de produção, rastreabilidade, gestão econômica e financeira na pecuária de corte. Também está incluso um módulo que abordará a produção de ovinos (ovelhas), seu sistema de manejo, além de visitas técnicas aos projetos desenvolvidos nas fazendas de pesquisa da Embrapa Gado de Corte.


Serviço: A Embrapa Gado de Corte está localizada na avenida Rádio Maia, 830, Vila Popular. Informações adicionais pelo telefone (67) 3368-2209.

Jornal Midiamax