Geral

Preço da gasolina cai até R$ 0,50 por litro nas bombas de Dourados

O preço do litro da gasolina vem despencando nas últimas semanas, em Dourados. O valor volta a se aproximar ao que era cobrado antes das eleições de outubro. Basta circular pelas ruas para encontrar nos letreiros dos postos o anúncio da venda do combustível por até R$ 2,39 ante R$ 2,88 de dias atrás. A […]

Arquivo Publicado em 14/12/2012, às 11h27

None
1695919289.jpg

O preço do litro da gasolina vem despencando nas últimas semanas, em Dourados. O valor volta a se aproximar ao que era cobrado antes das eleições de outubro.


Basta circular pelas ruas para encontrar nos letreiros dos postos o anúncio da venda do combustível por até R$ 2,39 ante R$ 2,88 de dias atrás. A concorrência acirrada tem deixado muitos empresários do ramos de combustíveis de ‘cabelos em pé’. Postos com bandeira branca, aqueles independentes que compram das distribuidoras que ofertam preços mais baixos, vêm obrigando o concorrente baixar preços.


Em Dourados há pelo menos 4 postos independentes, com bandeira branca, e quando um deles toma a iniciativa de baixar o preço, os demais estabelecimentos também diminuem o valor da gasolina. “Ainda bem teve essa queda porque estava beirando os R$ 2,90 o litro, o que é muito caro”, diz o comerciante Ronaldo Cerato.


Para o vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes (Sinpetro), José Tarso Moro, a queda do preço da gasolina deve durar pouco tempo. “Não acredito que esse valor deva permanecer por muitas semanas”. Para ele, a queda pode estar relacionada a promoção que alguma bandeira tenha realizado. “Acabando esse combustível os preços elevam”, reiterou.


O valor médio hoje, é o mesmo cobrado no início de agosto. “A política em momento algum influenciou. A Justiça Eleitoral é rígida e se eles tivessem encontrado alguma irregularidade com certeza todos já estariam sabendo”. O dono de um estabelecimento que preferiu não se identificar disse que trabalha no limite. “Só baixei o preço para não perder cliente. No início de novembro o preço médio era de R$ 2,88; hoje varia de R$ 2,39 até R$ 2,85, aponta pesquisa.

Jornal Midiamax