Geral

Possível acerto de Pato traz novo desafio ao departamento médico corintiano

O Corinthians tem se especializado em contratar jogadores midiáticos, mas com momentos irregulares na carreira. Para o dia 3 de janeiro, o clube pretende anunciar a contratação de Alexandre Pato, com enorme potencial de marketing, mas que também vive fase incerta no futebol devido a seguidas lesões musculares. Com Pato, o Corinthians terá missão semelhante […]

Arquivo Publicado em 27/12/2012, às 16h57

None

O Corinthians tem se especializado em contratar jogadores midiáticos, mas com momentos irregulares na carreira. Para o dia 3 de janeiro, o clube pretende anunciar a contratação de Alexandre Pato, com enorme potencial de marketing, mas que também vive fase incerta no futebol devido a seguidas lesões musculares.



Com Pato, o Corinthians terá missão semelhante à de Ronaldo e Adriano Imperador. Ronaldo chegou ao Parque São Jorge em 2008 com longo histórico de lesões, mas provou valor e ganhou dois títulos.



Já a passagem de Adriano foi um fiasco. O saldo do Imperador no Corinthians foi de dois gols, uma lesão grave e mais de 50 faltas às sessões de fisioterapia, além de problemas extracampo.



“O nosso departamento médico já acompanha o Pato há algum tempo e a gente sabe que não vai ter problema com relação a isso [lesões]. O marketing também sabe o potencial dele. É um grande jogador, conhecido mundialmente e dentro e fora de campo ajudaria muito o Corinthians”, declarou o diretor adjunto do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, à Estadão/ESPN.



Corinthians e Milan já acertaram as bases para o acerto na transação do jogador. As cifras giram em torno de 15 milhões de euros.



Uma das razões para Pato desejar atuar no Corinthians é a maneira como será tratado fisicamente no clube. Ele contesta o método utilizado pelo Milan no tratamento de lesões.



O atacante esteve em São Paulo no primeiro semestre para realização de exames médicos por conta própria na clínica do fisiologista Turíbio Leite, ex-profissional do São Paulo. A avaliação feita pelo médico na ocasião é de que o atacante não tinha problema crônico na musculatura da perna, sendo sugerido tratamento.



O Milan, entretanto, optou por não seguir a recomendação, adotando critério próprio para a recuperação física de Pato. O fato causou atrito entre o empresário do atleta, Gilmar Veloz, e a direção do clube italiano.



Estando em perfeitas condições, o jogador acredita que se valorizará e retornará aos planos da seleção brasileira para a disputa da Copa do Mundo.


Jornal Midiamax