Geral

Portões abertos da Base Aérea trazem esquadrilha da fumaça e atraem crianças

A apresentação foi neste sábado (16), mas exposições com carros antigos, aeronaves históricas e paraquedistas acontecem até domingo (17).

Arquivo Publicado em 16/06/2012, às 16h47

None
14811854.jpg

A apresentação foi neste sábado (16), mas exposições com carros antigos, aeronaves históricas e paraquedistas acontecem até domingo (17).

>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.


Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


>Olhos atentos ao alto. Todos, principalmente as cabeças das crianças voltadas para o céu. Na manhã deste sábado (16), primeiro dia de portões abertos na Base Aérea de Campo Grande, pais e filhos acompanharam a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. A formação com seis pilotos sobrevoou o local por cerca de uma hora.

Com manobras arriscadas como ganhar velocidade e altura e simular que o avião está caindo sobre o público, a formação encantou a todos, que não conseguiam para de olhar, apesar das outras atrações do hangar da base.


Carros antigos, barracas de lanches, paraquedistas, helicópteros e aviões da frota nacional estão ao alcance dos curiosos, com militares para explicar cada detalhe de quem quer saber como cada veículo funciona entre os dias de hoje e amanhã, domingo (17), das 8h às 17h.


A família da funcionária pública Suzana Navarro vai pela segunda vez ao evento. Com duas meninas e o pai, a mãe explica que é uma oportunidade para que as crianças vejam os aviões, que geralmente veem de longe.


“Elas adoram viajar, adoram avião. Viemos no ano retrasado, elas eram ainda muito pequenas. Agora vão poder aproveitar mais o evento”, diz a mãe de Júlia e Izadora, de 3 e 6 anos.
Pela primeira vez na Base Aérea, Érika Monique, de 23 anos, fica encantada com os carros antigos. “São lindos, já que não posso ter todos quero tirar foto com todos, então”.


Equipe do Corpo de Bombeiros está no lugar para atender a população caso alguém passe mal. Além da exposição de aeronaves, a Base Aérea faz foto de crianças que visitam o evento, com revelação na hora e tem expositores de uniformes.


A Marinha e Exército brasileiros também participam da exposição, disponibilizando helicópteros de combate.


O grupo escoteiro Zilda Arnes está no local auxiliando os militares da Aeronáutica na arrecadação de alimentos não-perecíveis para doação entre diversas entidades de Campo Grande.


Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.
>Um dos chefes do grupo, Milton Cáceres explica que os escoteiros trabalham apoiando as ações sociais. “Nada mais gratificante que trazer as crianças aqui para se sentirem parte deste evento”, disse.

Jornal Midiamax