Geral

Ponte Preta cresce no 2º tempo, vira sobre Náutico e encerra jejum

A Ponte Preta voltou a vencer na Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, a equipe de Campinas derrotou, de virada, o Náutico por 2 a 1, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Com o triunfo, o time do interior de São Paulo encerrou um jejum de seis partidas. O resultado ainda melhorou a situação […]

Arquivo Publicado em 11/10/2012, às 01h07

None

A Ponte Preta voltou a vencer na Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, a equipe de Campinas derrotou, de virada, o Náutico por 2 a 1, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Com o triunfo, o time do interior de São Paulo encerrou um jejum de seis partidas.

O resultado ainda melhorou a situação da Ponte, agora com 37 pontos, na luta contra o fantasma do rebaixamento. O Náutico (que vinha de dois triunfos), um dos melhores mandantes da competição, possui a mesma pontuação. Ambos estão a dez pontos da zona de risco.

No próximo domingo, a Ponte Preta terá pela frente o líder Fluminense, no Rio de Janeiro. No mesmo dia, o Náutico receberá o desesperado Palmeiras.

Mesmo com o desfalque do atacante Kieza (poupado), o Náutico não se intimidou com a torcida da Ponte e, logo aos 4min, abriu o placar. O lateral esquerdo Douglas Santos carregou pela esquerda e bateu. O chute venenoso quicou e complicou a vida do goleiro Edson Bastos: 1 a 0.

O time campineiro sentiu o golpe. No entanto, apesar do nervosismo, buscou o empate – sem, todavia, criar uma chance aguda. Os pernambucanos, por outro lado, continuaram apostando nos contra-ataques e nos arremates de longa distância. Aos 13min, Kim arriscou e quase acertou o alvo.

Vaiada na ida ao vestiário, a Ponte Preta voltou com o jovem Luan no lugar de Lucas e com uma postura mais ofensiva para a etapa complementar. E, desta forma, obteve a virada. Aos 28min, João Paulo cruzou na cabeça de Rildo, que escorou para a rede e deixou tudo igual no placar.

O tento animou os comandados do técnico Guto Ferreira. Assim, aos 32min, Luan invadiu a área e foi derrubado. Pênalti assinalado pelo árbitro. O experiente Marcinho converteu e transformou as vaias do intervalo em comemoração no Estádio Moisés Lucarelli.

Jornal Midiamax