Geral

Pobres têm paixão mais verdadeira pelo futebol, diz ministro

Além de defender o uso de incentivos fiscais para a construção de estádios, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que o governo deveria criar uma medida para baixar o preço do ingresso dos jogos de futebol pelo país. A declaração aconteceu durante sabatina promovida pela Folha, em parceria com o UOL, nesta sexta-feira, em […]

Arquivo Publicado em 03/03/2012, às 00h28

None

Além de defender o uso de incentivos fiscais para a construção de estádios, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse que o governo deveria criar uma medida para baixar o preço do ingresso dos jogos de futebol pelo país. A declaração aconteceu durante sabatina promovida pela Folha, em parceria com o UOL, nesta sexta-feira, em São Paulo.


“Também acho que se deveria popularizar os ingressos, para que as pessoas mais pobres, que inclusive são as que têm paixão mais verdadeira pelo futebol, possam ter acesso. Que o preço dos mais ricos compensasse o dos mais pobres”, disse o ministro.


Porém, ele acredita que isso não deve acontecer, “sob o risco de o governo ser acusado de intervir em entidades privadas”. No caso, os clubes.


Rebelo ainda se mostrou otimista quanto à preparação nacional para a Copa de 2014.


Questionado sobre o ritmo das obras, ele respondeu: “Boa parte já está pronto. Nós já temos uma grande infraestrutura aeroportuária, de telecomunicações, coisas que precisamos não só para a Copa, mas para a estrutura do país”.


Rebelo, porém, depois admitiu a respeito dos aeroportos: “Mas que precisa melhorar, precisa. Tenho consciência crítica”.


E concluiu, referindo-se ao time de Mano Menezes: “Um único receio que eu tenho com a Copa é a seleção. Torço, mas ali não podemos fazer nada.”


Jornal Midiamax