Geral

PMA autua 11 e aplica R$ 32,7 mil em multas na operação Corpus Christi

Terminou nesta segunda-feira (11), às 8 horas, a Operação Corpus Christi, realizada pela Polícia Militar Ambiental (PMA), que contou com cerca de 300 homens para realizar fiscalizações nos rios, em barreiras nas estradas, em propriedades rurais, em locais de belezas naturais de prática de turismo, com objetivo de prevenir e combater infrações e crimes que […]

Arquivo Publicado em 11/06/2012, às 13h36

None
246058227.bmp

Terminou nesta segunda-feira (11), às 8 horas, a Operação Corpus Christi, realizada pela Polícia Militar Ambiental (PMA), que contou com cerca de 300 homens para realizar fiscalizações nos rios, em barreiras nas estradas, em propriedades rurais, em locais de belezas naturais de prática de turismo, com objetivo de prevenir e combater infrações e crimes que pudessem degradar estes recursos naturais.


De acordo com a PMA, que detectou poucos pescadores nos rios, um dos fatores que podem ter contribuído para os baixos índices de ocorrências na Operação pode ter sido o frio intenso durante o feriado prolongado. Os números registrados este ano foram os menores desde 2009.


Os autos de infração registrados pela Polícia Militar Ambiental somam 11 pessoas autuadas administrativamente, enquanto os maiores índices foram contabilizados em 2010 com 19 autuações. Dentre as pessoas autuadas administrativamente, quatro delas foram punidas por pescar sem licença, e apenas dois pescadores foram presos por esta prática.


O número de pescado apreendido também registrou queda, se comparado ao mesmo período de anos anteriores. Em 2010, quando foram registrados os maiores índices, a PMA apreendeu 200 quilos de pescado e neste ano foram apreendidos oito quilos durante a operação Operação Corpus Christi.


Durante a operação, as 25 subunidades da PMA intensificaram a fiscalização em suas respectivas áreas, colocando inclusive o efetivo administrativo a campo. A sede (Campo Grande) atuou com três equipes itinerantes, agindo em todo o território do Estado sem área definida.


O destaque nesta operação foram os crimes contra a flora. Foram três autuados por explorar e transportar madeira ilegal, já nos crimes contra a fauna, duas pessoas foram autuadas por criação de aves em cativeiro e em relação aos petrechos proibidos, foram apreendidas seis redes de pesca (petrecho com maior poder de captura). O montante das multas aplicadas na Operação somam R$ 32.730,00, números inferiores se comparados aos de 2011, quando a PMA aplicou R$ 184.000,00 em multas administrativas. Um dos responsáveis pelos elevados valores do ano passado foi um grande desmatamento, em que o responsável foi multado em R$ 135.000,00.

Jornal Midiamax