Geral

PM não viu perigo em negociação de Datena

Comandante da Polícia Militar no ABCD não acredita que vida foram postas em risco com intervenção

Arquivo Publicado em 29/11/2012, às 14h30

None

Comandante da Polícia Militar no ABCD não acredita que vida foram postas em risco com intervenção

Para o comandante interino da da Polícia Militar no ABCD, o coronel José Belantoni Filho, não houve erro de conduta na operação em que o apresentador da TV Bandeirantes, José Luiz Datena, negociou por telefone a rendição de um homem que mantinha duas pessoas reféns, na tarde desta quarta-feira (28), em Diadema.


“Foi uma ação calculada. Era um pedido do sujeito. O comandante da operação analisou os riscos e notou que não haveria perigo. Foi um ato para agilizar a rendição”, destaca Belantoni.


SEQUESTRO


Armado de uma faca, um homem, identifcado apenas como Joel, manteve a mãe e a irmã reféns por cerca de duas horas, em uma casa no bairro Canhema, em Diadema. O motivo seria o fim de um relacionamento amoroso.


Ele se rendeu por volta das 18h30, após conversar por cerca de 30 minutos com o apresentador. A negociação foi transmitida ao vivo pela emissora.


Durante o diálogo, o acusado se mostrou confuso. Alegou que não dormia direito havia sete dias. Disse estar desesperado, e que não queria ser confundido com um covarde. Afirmou ainda que não iria se render para policiais da cidade.


Com ferimentos nas mãos, Joel foi encaminhado para o Hospital Municipal de Diadema. O caso foi registrado no 3ºDP da cidade.


Homens do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros também apoiaram a operação.


ELOÁ/ Em 2008, a apresentadora do canal Rede TV, Sônia Abrão foi criticada por uma entrevista telefônica realizada com Lindemberg Alves, enquanto ele mantinha reféns a ex-namorada Eloá Pimentel e uma amiga, no apartamento da jovem, em Santo André. Na ocasião, ela também tentou negociar com Alves.


Após 100 horas de negociações, em 17 de outubro de 2008, durante a invasão do apartamento por policiais do Gate, Lindemberg feriu as duas jovens a tiros. Atingida na cabeça e na virilha, Eloá morreu na noite do dia seguinte. Em fevereiro deste ano, Alves foi julgado e condenado a 98 anos e 10 meses de prisão.


Arrependimento


Algumas horas após a negociação, o apresentador José Luiz Datena se disse arrependido de ter atuado como negociador na ocorrência em que um homem manteve a mãe e a irmã reféns, ontem, em Diadema. O apresentador afirmou que agiu contra os seus princípios, e somente por insistência da Polícia Militar.


Em 2008, a apresentadora Sônia Abrão foi criticada por uma entrevista com Lindemberg Alves.


Após 100 horas de cárcere, o jovem matou a ex-namorada.

Jornal Midiamax