Geral

Pesquisa aponta que roupas são primeira opção em presente do Dia das Mães

Especialista afirma que esse ano as mães podem ficar despreocupadas, já que os eletrodomésticos estão em 12º lugar na preferência de presentes

Arquivo Publicado em 25/04/2012, às 18h08

None

Especialista afirma que esse ano as mães podem ficar despreocupadas, já que os eletrodomésticos estão em 12º lugar na preferência de presentes

Pesquisa realizada em 11 municípios do Estado aponta que o vestuário é a primeira opção para presentear no dia das mães. A média de preço gasta por pessoa é estimada em R$ 168 e a expectativa de faturamento de R$ 42 milhões, em Campo Grande e de R4 220 milhões em todo o Estado. A pesquisa de opinião pública foi realizada entre os dias 4 e 7 de abril em parceria da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado), Fundação Manoel de Barros e Universidade Anhanguera-Uniderp.

De acordo com o assessor para assuntos econômicos da Fecormércio, Thales de Souza Campos, esse ano, pais e filhos estão menos românticos, pois o item flores ficou em 8º lugar na preferência. “Esse ano o vestuário aparece em primeiro lugar, seguido de perfumes e cosméticos, bolsas e acessórios, e calçados. Quanto aos eletrodomésticos, elas podem ficar despreocupadas, pois eles aparecem em 12º lugar. Já as flores ficaram em 8º, o que demonstra que está faltando um pouco mais de romantismo”, brincou.

Talhes disse ainda que o índice de pagamento à vista está deixando os vendedores “animados”. Segundo a pesquisa, 48% dos consumidores pretendem pagar à vista, sendo 40% em dinheiro, 7% com cartão de débito e 0,7% em cheque. A preferência por cartão de crédito é de 34% dos compradores e o carnê de loja será procurado por outros 16%. Os outros 3% ficam por conta dos cheques, à vista e a prazo.

A análise revelou também que 81% dos consumidores irão às compras gastando em média, R$ 168, e na Capital, R$ 131, por presente. Os homens foram os que declararam gastar o maior valor, sendo em média, R$ 184, contra os R$ 150 declarados pelas mulheres.

Jornal Midiamax