Geral

Para metade dos brasileiros, olimpíada afeta orgulho nacional, diz pesquisa

Quarenta e oito por cento dos brasileiros ouvidos em uma pesquisa feita pelo Serviço Mundial da BBC afirmaram que o sucesso do país nos Jogos Olímpicos afeta seu orgulho nacional. O resultado ficou bem abaixo da média dos 21 países analisados (67%) e destoou de outros países em desenvolvimento, que tendem, segundo a pesquisa, a […]

Arquivo Publicado em 01/01/2012, às 17h18

None

Quarenta e oito por cento dos brasileiros ouvidos em uma pesquisa feita pelo Serviço Mundial da BBC afirmaram que o sucesso do país nos Jogos Olímpicos afeta seu orgulho nacional. O resultado ficou bem abaixo da média dos 21 países analisados (67%) e destoou de outros países em desenvolvimento, que tendem, segundo a pesquisa, a se animar mais com o desempenho olímpico.

O número do Brasil foi, no entanto, similar ao dos britânicos (50%), que sediarão os Jogos de 2012, e só não foi mais baixo que o dos alemães (39%), que costumam ficar entre as primeiras posições nos quadros de medalhas. O país onde os entrevistados mais relacionaram os resultados olímpicos ao orgulho nacional foi o Quênia, onde 91% disseram que os jogos “afetam” ou “afetam muito” seu orgulho nacional. Em seguida, vieram as Filipinas (86%), a Turquia (84%) e a Indonésia (83%).

Na América Latina, o Brasil foi o país com a resposta mais morna aos Jogos. 73% dos peruanos e 72% dos panamenhos disseram se orgulhar de seus países quando seus atletas vão bem às Olimpíadas, enquanto no Chile o número ficou em 70% e no México, em 61%.

“A pesquisa confirma que as Olimpíadas são mais que um evento esportivo, tendo uma forte relação com o orgulho nacional, especialmente em países em desenvolvimento e na China. Mas o desempenho olímpico parece não influenciar muito o orgulho nacional em alguns países que irão em breve sediar e pagar pelos Jogos Olímpicos”, disse o presidente da GlobeScan, Doug Miller, se referindo ao Brasil e à Grã-Bretanha.

Jornal Midiamax