Geral

Palmeiras sofre sem dinheiro e pede ajuda de investidores na busca por reforços

O Palmeiras recebeu a lista de reforços desejados por Gilson Kleina, mas mandou um recado ao treinador. Os dirigentes do clube pediram paciência, pois a situação econômica não é favorável para que sejam feitas contratações. Desta forma, a iniciativa tomada foi a de fazer um apelo a investidores. “Temos de fazer uma equipe com jogadores […]

Arquivo Publicado em 03/12/2012, às 14h31

None

O Palmeiras recebeu a lista de reforços desejados por Gilson Kleina, mas mandou um recado ao treinador. Os dirigentes do clube pediram paciência, pois a situação econômica não é favorável para que sejam feitas contratações. Desta forma, a iniciativa tomada foi a de fazer um apelo a investidores.


“Temos de fazer uma equipe com jogadores competitivos para formar um grande elenco. Os nomes estão sendo trabalhados com o César (Sampaio, gerente de futebol), mas a resposta que eu tenho nesse momento é que não temos dinheiro”, lamentou Kleina.


“Quando isso acontece é necessário buscarmos alternativas, e é aí que aparecem os investidores. O clube está tentando essa união. Chegou o momento de usar a marca para trazer esses investidores”, complementou.


O Palmeiras espera seduzir investidores com a vitrine da Libertadores em 2013. No entanto, a realidade da Série B no segundo semestre é vista como grande empecilho na busca por parcerias.


Os dirigentes ainda apostam em fortalecimento do vínculo com o grupo Toksai Sports, que já ajudou o clube na aquisição de Wesley com desembolso de 2 milhões de euros. Na época, após o acordo, a promessa era de que mais jogadores seriam levados ao Palmeiras.


Outra opção trabalhada pelos dirigentes nos bastidores é contratar reforços por empréstimo de seis meses, até o fim da Libertadores, e todos com o valor dos direitos econômicos do jogador fixados ao fim do período.


A contenção de gastos é uma ordem no clube. O receio de que o endividamento de mais de R$ 240 milhões aumente é gigantesco. Sendo assim, a diminuição da folha salarial é no momento a prioridade. Na semana passada, o clube dispensou cinco (Betinho, Leandro, João Vitor, Daniel Carvalho e Obina) e colocou outros 11 no mercado.

Jornal Midiamax