Geral

Palmeiras sai na frente, mas Vasco consegue o empate com Juninho Pernambucano

O palmeirense chegou a comemorar a sua primeira vitória do Campeonato Brasileiro até os 37 minutos do segundo tempo diante do Vasco. O gol de Mazinho, o Messi Black, dava a vitória ao time de Felipão e tirava a equipe da zona de rebaixamento. O time do Rio de Janeiro, no entanto, correu atrás do […]

Arquivo Publicado em 17/06/2012, às 19h56

None

O palmeirense chegou a comemorar a sua primeira vitória do Campeonato Brasileiro até os 37 minutos do segundo tempo diante do Vasco. O gol de Mazinho, o Messi Black, dava a vitória ao time de Felipão e tirava a equipe da zona de rebaixamento. O time do Rio de Janeiro, no entanto, correu atrás do gol de empate e conseguiu manter a invencibilidade e a liderança com gol de Juninho Pernambucano, que bateu forte uma falta no canto de Bruno.


O resultado deixa a equipe da Colina com 13 pontos, na liderança do Nacional, seguido de perto pelo Cruzeiro, que venceu o Figueirense no sábado e tem 11. Já o time de Felipão segue na zona de rebaixamento com dois pontos e pode até passar a ser o lanterna caso Corinthians e Atlético-GO vençam seus jogos.


O duelo na Arena Barueri começou equilibrado. Logo na primeira arrancada pela direita, Fágner sofreu falta de Juninho. Na batida, Henrique afastou de cabeça. A resposta veio rápida e com uma furada inacreditável de João Vítor. O volante apareceu sozinho na entrada da pequena área após boa jogada de Luan pela esquerda, mas não concluiu para gol, deixando a bola passar para desespero dos palmeirenses.


A partida era muito boa, com chances para os dois lados. Aos 13, Juninho Pernambucano fez lançamento magistral do meio de campo e achou Éder Luis entrando na pequena área pela direita. O camisa 7 do Vasco dominou e chutou forte e viu Bruno fazer uma defesa segura. No lance seguinte, foi a vez do Palmeiras tentar jogada. Ele recebeu bola de Daniel Carvalho pela esquerda, disparou e acabou se machucando sozinho. O escolhido para substituição foi Mazinho. Na jogada seguinte, Juninho Pernambucano bateu falta na cabeça de Alecsandro, que desviou e fez Bruno trabalhar novamente.


O jogo esfriou um pouco e voltou a agitar a torcida aos 28 minutos. Mazinho recebeu a bola no meio, enfiou para Barcos, que limpou o zagueiro, mas errou na hora de concluir. A resposta vascaína veio nove minutos depois. Alecsandro recebeu dentro da área, fez o papel de pivô e caiu após a dividida. A bola sobrou para Rômulo, que chutou de fora da área e fez Bruno dar o escanteio. Poucos minutos antes do 1º tempo acabar, Marcos Assunção teve outra lesão e precisou deixar o campo para a entrada de Márcio Araújo.


Na volta para o 2º tempo, os times voltaram iguais. A diferença foi o ritmo, um pouco mais baixo do que o início do 1º tempo. Aos 10, no entanto, Mazinho, o Messi Black, apareceu para ser decisivo. Ele recebeu bola pela esquerda, colocou Dedé para dançar e chutou cruzado, longe do alcance de Fernando Prass. O Palmeiras abria o placar na Arena Barueri.


O gol deixou o jogo tenso, com muitas faltas e reclamações. O Vasco passou a ir para cima do Palmeiras, mas não conseguia sucesso. Maurício Ramos, Thiago Heleno e Henrique desarmavam muito bem. Em meio a xingamentos da arbitragem, Flávio Murtosa acabou expulso pelo árbitro Leandro Vuaden. No outro banco de reservas, a alternativa de Cristóvão foi colocar Carlos Alberto no lugar de Diego Souza, sumido. O camisa 10 ainda saiu reclamando.


O jogo parecia se encaminhar para a primeira vitória do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, mas Juninho Pernambucano apareceu e manteve a invencibilidade do time no torneio. Em batida de falta, ele colocou no canto de Bruno e empatou o placar.


Jornal Midiamax