Geral

Onda de frio na Rússia já causou 135 mortes, dizem autoridades

Sete pessoas morreram por congelamento e hipotermia nas últimas 24 horas na Rússia, onde uma nova onda de frio polar já fez 135 vítimas até o momento, informaram as autoridades nesta quinta-feira. Todas as mortes anunciadas hoje, entre elas a de uma criança, foram registradas em regiões da Sibéria e também na parte europeia da […]

Arquivo Publicado em 27/12/2012, às 10h32

None

Sete pessoas morreram por congelamento e hipotermia nas últimas 24 horas na Rússia, onde uma nova onda de frio polar já fez 135 vítimas até o momento, informaram as autoridades nesta quinta-feira.


Todas as mortes anunciadas hoje, entre elas a de uma criança, foram registradas em regiões da Sibéria e também na parte europeia da Rússia. No entanto, a temperatura, que estava abaixo dos – 20º C negativos ontem, subiu até os 2º C.


Segundo um porta-voz do Ministério da Saúde da Rússia, 236 pessoas foram atendidas ontem com sintomas de hipotermia e congelamento, sendo que 164 delas tiveram que ser hospitalizadas. Desde a chegada dessa onda de frio, mais de mil pessoas já foram internadas.


No último domingo, Moscou viveu a noite mais fria do inverno com – 23º C, enquanto algumas regiões de fora da capital registraram temperaturas de até – 28º C.


A onda de frio que percorreu todo o país, desde suas fronteiras mais ocidentais até o oceano Pacífico, foi a mais longa para um mês de dezembro nos últimos 75 anos.


As temperaturas mais baixas, inferiores aos – 50º C foram registradas na península de Tchukotka e na região de Magadan, no extremo oriente do país.

Jornal Midiamax