Geral

Olimpíada da Língua Portuguesa tem sete classificados de Corumbá

Estimulando a leitura e desenvolvendo competência de escrita nos alunos, a Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, selecionou sete alunos para participarem da fase estadual da 3ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa – Escrevendo o Futuro, que este ano tem como tema “O lugar onde vivo”. Durante a seleção local, […]

Arquivo Publicado em 18/09/2012, às 13h20

None

Estimulando a leitura e desenvolvendo competência de escrita nos alunos, a Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, selecionou sete alunos para participarem da fase estadual da 3ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa – Escrevendo o Futuro, que este ano tem como tema “O lugar onde vivo”. Durante a seleção local, seis mil alunos de escolas mantidas pelo Município, bem como pelo Estado, participaram da atividade que envolveu 50 professores.


Os estudantes escreveram textos que resgatam histórias e estreitam vínculos com a comunidade onde vivem. Os alunos foram divididos em categorias de acordo com a série que estão estudando. Para o ensino fundamental 5ª e 6ª séries, ficou o gênero poema. O aluno da escola municipal rural Pólo Monte Azul, Leandro Cícero da Silva Corrêa, e a aluna Amanda Evelym Oswaldo da Silva, da escola municipal Almirante Tamandaré, foram classificados para participar da olimpíada.


Para os alunos do 7º e 8º anos os textos precisavam ser escritos no estilo de memórias literárias. A comissão municipal selecionou dois alunos. Lourival Monteiro de Moraes, da escola estadual Octacilio Faustino da Silva e Suleyne Ribeiro da Conceição Aguilar, da escola municipal Almirante Tamandaré.


No gênero crônica, Thayany Arguello Castedo, da escola municipal Cyríaco Félix de Toledo e Diviane Soares de Arruda, da escola municipal Luiz Feitosa Rodrigues, foram classificadas. Já no gênero artigo de opinião, a aluna Thays da S. Alpires, da escola estadual Dom Bosco, foi a 1ª colocada.


Segundo o secretário de Educação, Hélio de Lima, a Olimpíada proporciona o desenvolvimento de práticas pedagógicas de melhor qualidade e aproxima as escolas da população local, “É muito mais que um concurso de textos, é a oportunidade para o aperfeiçoamento de professores e uma ocasião especial para os alunos desenvolverem práticas de leitura e de escrita”, observou.


De acordo com a Coordenadora Municipal da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, Professora Roseane Limoeiro da Silva Pires, a grande lição da Olimpíada é que dá vez e voz aos alunos por meio da leitura e da escrita.


Em 2010, ano da 2ª edição da Olimpíada, inscreveram-se mais de 140 mil professores com uma estimativa de cerca de sete milhões de alunos de 60 mil escolas públicas localizadas em quase todos os municípios do país (5.498).

Jornal Midiamax