Geral

Novo Fórum de Dourados será inaugurado nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira (2), às 16 horas, o Des. Hildebrando Coelho Neto, presidente do Tribunal de Justiça, estará em Dourados para inauguração da reforma do prédio do Fórum, que terá o nome do juiz João Adolfo Astolfi, de acordo com a Lei nº 4.171/2012. A obra, que custou R$ 2.521.236,93, começou em dezembro de 2011 e […]

Arquivo Publicado em 01/08/2012, às 12h12

None
35810951.jpg

Nesta quinta-feira (2), às 16 horas, o Des. Hildebrando Coelho Neto, presidente do Tribunal de Justiça, estará em Dourados para inauguração da reforma do prédio do Fórum, que terá o nome do juiz João Adolfo Astolfi, de acordo com a Lei nº 4.171/2012.


A obra, que custou R$ 2.521.236,93, começou em dezembro de 2011 e abrange a revisão geral da cobertura, com troca da impermebilização; alteração do layout para acomodar o prédio os Juizados Especiais, antes localizados em outro prédio.


Segundo dados da Secretaria de Obras houve também revisão e atualização de toda a parte elétrica, lógica e iluminação; instalação de sistema de som e segurança com câmeras de monitoramento; construção de banheiros; instalação de elevador moderno e adequado; recuperação da fachada; instalação de sistema de ar-condicionado SPLITs, mais econômicos, além da reforma do Tribunal do Juri, com troca de mobiliário.


No quesito acessibilidade, a preocupação foi a adapatação do prédio para atender adequadamente pessoas portadores de necessidades especiais, e a instalação de piso tátil nas calçadas. No total, a área de reforma abrangeu aproximadamente 3470 m², já que o prédio possui três pavimentos.


A ampliação foi necessária em razão da demanda da comarca. Para se ter uma ideia do montante de trabalho na justiça comum, de janeiro a junho de 2012, de acordo com dados fornecidos pela Coordenadoria de Estatística, foram distribuídos 11.495 processos; sentenciados, 6.394; arquivados definitivamente, 12.652, além de 34.500 processos em andamento até o dia 12 de julho.


No mesmo período, nas duas varas dos Juizados Especiais foram distribuídos 3.980 processos; sentenciados, 3.326; arquivados definitivamente, 4.130, e em andamento, 4.776.


Nominação – Com a denominação de João Adolfo Astolfi no edifício do Fórum da Comarca de Dourados, o Poder Judiciário presta-se justa homenagem a um dos mais íntegros e sensatos magistrados que já exerceram a honrosa missão de distribuir a Justiça aos jurisdicionados deste Estado.


Ressalte-se que João Adolfo Astolfi, falecido no dia 20 de junho de 2010, teve atuação marcante na Comarca de Dourados. Fez parte do Conselho de Segurança Pública, participou da implantação do Comissariado de Menores, do Instituto Agrícola do Menor, atuou como advogado, professor universitário e como juiz titular da 3ª Vara Criminal com competência nas áreas do Júri, Execução Penal e Infância e Adolescência, tendo desempenhado seu papel com muita competência, responsabilidade e lisura.


João Adolfo Astolfi ingressou na magistratura por intermédio do Concurso de Provas e Títulos, no cargo de Juiz Substituto, conforme Decreto Governamental de 11 de março de 1982. Foi promovido, por merecimento, para a comarca de Porto Murtinho, em junho de 1982.


Em 1983 foi removido para a Comarca de Bataguassu e, 1984, foi novamente promovido para a 1ª vara cível da Comarca de Corumbá. Em março de 1989, foi promovido, pelo critério de antiguidade, para atuar em Entrância Especial, na Comarca de Dourados.


Aposentou-se voluntariamente no cargo de Juiz de Direito de Entrância Especial, conforme a Portaria nº 2154/01, publicada no Diário da Justiça nº 13, de 14 de fevereiro de 2001.

Jornal Midiamax