Geral

Nova diretoria do IAB toma posse e objetiva fortalecer o trabalho de arquitetura

Com o objetivo de fortalecer a profissão de arquitetura em Mato Grosso do Sul, a nova diretoria do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil) toma posse em 10 de fevereiro deste ano em uma cerimônia para todos os profissionais do estado. O presidente, Dirceu de Oliveira Peters, conta que assume a nova diretoria com o compromisso […]

Arquivo Publicado em 23/01/2012, às 19h41

None
1643450427.jpg

Com o objetivo de fortalecer a profissão de arquitetura em Mato Grosso do Sul, a nova diretoria do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil) toma posse em 10 de fevereiro deste ano em uma cerimônia para todos os profissionais do estado.


O presidente, Dirceu de Oliveira Peters, conta que assume a nova diretoria com o compromisso de resgatar o que o IAB já foi em MS. Ele lembra, que em 1982, primeira eleição de governador pós-período militar, os debates foram feitos no Instituto, pela força que este tinha na época. “Quero fazer do IAB o que ele já foi um dia. Forte, articulado. Quero que o IAB tenha força política, de classe, não partidária”, explica.


Peters revela que para chegar a esses objetivos já traçou metas e que de início vai buscar filiar os arquitetos ao instituto, pois somente com a união de todos terão força para começar a fortalecer a classe. “Não há como reivindicarmos nada sem antes termos força entre nós. Primeiramente, os arquitetos precisam se unir, filiar e ai traçar metas e atingir objetivos”.


O presidente explica que inicialmente o IAB não tem como oferecer muitas vantagens ao filiados, mas que isso deve vim com o tempo, com o fortalecimento do instituto, por isso, nesta retomada é essencial que todas se unam e cresçam.


“Atualmente temos cerca de 40 filiados, com quase 2000 arquitetos no estado. Como vamos ter força para conseguir alguma reivindicação da classe?”, questiona. “è preciso nos fortalecemos primeiro”, emenda.


Dentre os objetivos que pretende atingir, Peters explica que vai solicitar aos órgãos públicos que os projetos de obras governamentais sejam feitos a partir de concurso. Para exemplificar citou Brasília e o Parque dos Poderes que foram construídos a partir de projetos selecionados em certames.


Outro objetivo que a nova diretoria pretende cobrar é a exigência do pagamento do piso mínimo da classe [oito salários mínimos e meio] de empresas e órgão públicos. O presidente disse que esse será outro ponto que a diretoria vai lutar já de imediato.


Além disso, ele diz que quer abrir mais espaço para os universitários e trocar experiências com os futuros profissionais.


O evento


Dirceu esclarece que o IAB vai entrar em contato com todos os profissionais e convidar para a posse da nova sede, ele lembra que todos que puderem devem comparecer e fazer esse primeiro contato com a nova diretoria.

Jornal Midiamax