Geral

Notório falastrão, Herman muda postura antes de luta no Brasil

Se teve algum lutador que seguiu os passos de Chael Sonnen e polemizou às vésperas do UFC Rio 3, que acontece no sábado na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, foi David Herman. Adversário de Rodrigo Minotauro, o americano prometeu aposentar o adversário e disse que o estilo de luta do brasileiro, baseado no jiu-jitsu […]

Arquivo Publicado em 12/10/2012, às 12h53

None
714401121.jpg

Se teve algum lutador que seguiu os passos de Chael Sonnen e polemizou às vésperas do UFC Rio 3, que acontece no sábado na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, foi David Herman. Adversário de Rodrigo Minotauro, o americano prometeu aposentar o adversário e disse que o estilo de luta do brasileiro, baseado no jiu-jitsu e técnicas de finalização, simplesmente não funciona.


Mas bastou colocar os pés no Brasil para Herman amenizar o discurso. Ou, pelo menos, não discursar. O americano foi o lutador que menos falou na entrevista coletiva prévia ao evento, na tarde desta quinta-feira, em hotel na Barra da Tijuca. E surpreendentemente elogiou o adversário.xx “Ganhar me deixa um passo mais perto do topo porque Minotauro é uma lenda do MMA. Eu adoraria me tornar uma lenda também”, disse o americano.


Sobre sua provocação de que o jiu-jitsu não faria efeito, Herman se calou. Quando foi lembrado de que já usou finalizações para vencer lutas, o americano ficou sem graça. “Sem comentários”, afirmou.


A resposta deixou até o mediador da entrevista, o diretor de desenvolvimento internacional do UFC, Marshall Zelaznik, constrangido. Ele tentou convencer o lutador a dar uma resposta mais elaborada, mas desistiu quando percebeu que o americano havia caído numa armadilha por causa de suas próprias provocações.

Jornal Midiamax