Geral

No programa eleitoral, oposição exibe vídeo e detona coação de servidores

Os seis candidatos a prefeito de Campo Grande pela oposição aproveitaram o programa eleitoral gratuito da noite de quinta-feira (23) para exibir vídeo com o governador André Puccinelli (PMDB) coagindo eleitores a votar nos candidatos governistas e convocaram a população a participar de ato contra o autoritarismo, na tarde desta sexta-feira (24), em frente ao […]

Arquivo Publicado em 24/08/2012, às 16h41

None

Os seis candidatos a prefeito de Campo Grande pela oposição aproveitaram o programa eleitoral gratuito da noite de quinta-feira (23) para exibir vídeo com o governador André Puccinelli (PMDB) coagindo eleitores a votar nos candidatos governistas e convocaram a população a participar de ato contra o autoritarismo, na tarde desta sexta-feira (24), em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).


Primeiro a ocupar o espaço no horário gratuito na televisão e na rádio, Alcides Bernal (PP) tratou de exibir o vídeo, publicado pelo Midiamax, e detonou Puccinelli por coagir os servidores a votar em quem ele deseja. Para finalizar, deu detalhes do movimento contra a corrupção e convocou a população a participar do ato.


Candidato a prefeito pela coligação “Novo Tempo”, Reinaldo Azambuja (PSDB) adotou a mesma estratégia. Vander Loubet (PT), por sua vez, exibiu duras críticas do candidato a vice, Cabo Almi (PT), e do ex-governador Zeca do PT contra o método adotado por Puccinelli para atrair votos.


Suél Ferranti (PSTU) protestou contra a atitude do governador e Sidney Melo (PSOL) também ocupou parte do seu tempo para detonar a coação de servidores. Marcelo Bluma (PV) foi outro a atacar as reuniões com os servidores.


Nesta sexta-feira, os candidatos da oposição optaram em destacar seus perfis e propostas. Edson Giroto (PMDB) repetiu a estratégia de colar sua imagem ao do governador André Puccinelli e do prefeito Nelsinho Trad (PMDB). Ele também tratou de tentar desmontar o perfil de priorizar obras em detrimento do ser humano.

Jornal Midiamax