Geral

No Dia dos Comerciários entidades cobram a regularização da profissão

Hoje (30) é Dia do Comerciário e a FETRACOM/MS (Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Mato Grosso do Sul)e o SEC/CG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande) almejam seu maior presente: a regularização da profissão, cujo projeto tramita no Congresso Nacional. Ele já foi aprovado em algumas comissões e está prestes […]

Arquivo Publicado em 30/10/2012, às 18h53

None

Hoje (30) é Dia do Comerciário e a FETRACOM/MS (Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Mato Grosso do Sul)e o SEC/CG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande) almejam seu maior presente: a regularização da profissão, cujo projeto tramita no Congresso Nacional. Ele já foi aprovado em algumas comissões e está prestes a ir para plenário para “finalmente” tornar uma realidade al profissão do comerciário no Brasil, informa Idelmar da Mota Lima, presidente das duas entidades.



“Com a regulamentação da profissão, nossos trabalhadores poderão desenvolver melhor suas atividades e a lei vai estabelecer o que pode e o que não pode ser feito pelo profissional”, afirma Idelmar. Ele explica que hoje muitos patrões colocam o comerciário para fazer os mais variados serviços que não são de sua competência, como efetuar carga e descarga de mercadorias; Limpeza de lojas e outras atividades alheias à profissão.



A regulamentação da profissão, segundo a FETRACOM e o sindicato, vai regulamentar tudo isso e o mais importante: proporcionará mais dignidade aos trabalhadores que terão com o exercício dessa atividade uma função profissional.



Idelmar da Mota Lima preside também a Força Sindical Regional Mato Grosso do Sul, que tem somado forças com a CNTC (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio) em Brasília e junto também a outros organismos dos trabalhadores, para pressionar os parlamentares para aprovar logo esse projeto de regulamentação da profissão dos comerciários no Brasil.


Jornal Midiamax