Geral

Neymar se vinga contra maior carrasco e comanda virada do Santos contra o Palmeiras

Neymar desequilibrou mais uma vez. Mas desta vez foi em um clássico e contra o seu maior carrasco. Com dois gols, o atacante santista comandou a virada contra o Palmeiras por 2 a 1 no Pacaembu e decretou a terceira vitória seguida do seu time no Brasileirão. O Palmeiras era o time de coração de […]

Arquivo Publicado em 27/08/2012, às 00h28

None

Neymar desequilibrou mais uma vez. Mas desta vez foi em um clássico e contra o seu maior carrasco. Com dois gols, o atacante santista comandou a virada contra o Palmeiras por 2 a 1 no Pacaembu e decretou a terceira vitória seguida do seu time no Brasileirão.


O Palmeiras era o time de coração de Neymar e o rival que ele tem o pior aproveitamento quando enfrentou com a camisa do Santos. Mas ele ignorou os fatos e teve outra atuação de destaque. Além disso, pôde homenagear o seu filho Davi Lucca, que completou recentemente um ano, na comemoração de um dos seus gols.


O resultado deste sábado foi ótimo para o Santos, que conseguiu chegar no G-10 do Brasileirão e péssimo para o Palmeiras, que vai terminar o primeiro turno na zona do rebaixamento. 


O técnico Luiz Felipe Scolari supreendeu na escalação do Palmeiras para o clássico ao escalar o atacante Betinho como titular do lado direito no esquema 4-2-3-1. O volante João Vitor foi improvisado na lateral-direita. Pelo Santos, Muricy Ramalho pôde repetir o time titular.


O Palmeiras ditou as ações da partida na primeira etapa, com uma marcação pressão que deixou o Santos sem a posse da bola. Mandante no Pacaembu, o Verdão criou as melhores oportunidades, e só não abriu o placar porque o zagueiro Durval salvou bela jogada do atacante Barcos. De tanto martelar, o time alviverde fez 1 a 0 com Correa no final do primeiro tempo – o primeiro gol do jogador desde o seu retorno.


O desempenho do árbitro Guilherme Ceretta no primeiro tempo gerou protestos de todas as partes – Santos, Palmeiras e a torcida. Felipão esperou o juiz na saída do intervalo e reclamou: “você está com medo de apitar”.


O Santos pouco criou, pois viu seu organizador de jogadas (Ganso) apagado e o seu maior astro bem marcado. Mas Neymar assustou a torcida do Palmeiras ao chutar com perigo por cima do gol. Na segunda chance que teve, o camisa 11 fez um golaço de falta e deixou tudo igual no placar. “É ruim sair atrás. Conseguimos fazer o gol. Agora é centralizar a bola e focar na partida”, declarou na saída do intervalo.


O jogo voltou muito disputado no segundo tempo e com poucas chances de gol, pois as defesas prevaleceram em relação aos ataques. O Palmeiras parou a pressão e perdeu posse de bola. Mas o Santos não conseguiu tirar bom proveito do fato de estar mais tempo com a redonda.


Com Ganso um pouco mais disposto, mais ainda apagado, restou a Neymar a missão de buscar a virada contra o Palmeiras. E desta vez, ele não decepcionou ao marcar o gol da virada em lance que contou com a ‘ajuda’ do goleiro Bruno, que demorou para cair na bola.


Depois do gol santista, a partida ficou muito aberta. Arouca e Barcos perderam boas chances. Felipão colocou Obina e mandou o Palmeiras para o ataque, enquanto Muricy apostou no contra-golpe. Os dois times cansaram, o Verdão sentiu os 11 desfalques e o Santos conseguiu uma importante vitória no Brasileirão. No final, Rafael ainda fez uma defesa milagrosa em cabeçada do camisa 9 palmeirense.


Jornal Midiamax