Geral

Nesta sexta, Showtec aborda crescimento e desafios do setor sucroenergético

Em 2011, faturamento em MS com as exportações foi de quase US$ 4 bilhões. Em 2010, o volume chegou a pouco menos de US$ 3 bilhões: um aumento médio de 33% dos valores comercializados. O açucar ocupou o 2º lugar no Estado com faturamento, atrás apenas da soja (US$ 696 milhões).

Arquivo Publicado em 27/01/2012, às 01h44

None
2044203540.jpg

Em 2011, faturamento em MS com as exportações foi de quase US$ 4 bilhões. Em 2010, o volume chegou a pouco menos de US$ 3 bilhões: um aumento médio de 33% dos valores comercializados. O açucar ocupou o 2º lugar no Estado com faturamento, atrás apenas da soja (US$ 696 milhões).

O Show de Tecnologia (Showtec- 2012), que está sendo realizado em Maracaju, a 160 kms de Campo Grande, traz para o giro tecnológico dessa sexta-feira a discussão sobre o crescimento e os desafios do setor sucroenergético no Estado. A Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) apresenta o evento “Cana-de-açúcar como Opção para Diversificação da Produção”, a partir das 8h30 com quatro palestras a campo.


Esses são os temas: “Novos Sistemas de Produção e Comercialização: Fornecedores de Cana”; “Linhas de Crédito para os Produtores Rurais”; “Manejo Varietal: Casos de Sucesso em Usinas de MS” e “Mosca-do-estábulo: medida de prevenção e controle”.


Além das palestras, a Biosul terá um espaço dedicado ao atendimento aos produtores interessados em tirar dúvidas ou investir no setor. “O crescimento da atividade está em plena expansão no Estado. Hoje, o setor sucroenergético ocupa 600 mil hectares, o que representa 4% da área ocupada pela agropecuária e ocupa o 5o lugar em produção em relação ao restante do País”, disse o presidente da Biosul, Roberto Hollanda.


A expansão do setor


De acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX), o açúcar já se consolidou como um dos principais itens exportados por Mato Grosso do Sul. Em 2011, o produto ocupou o segundo lugar no Estado com faturamento, ficando atrás apenas da soja (US$ 696 milhões).


No ano passado, Mato Grosso do Sul exportou mais de ‘1,242 bi toneladas’ (um bilhão, duzentos e quarenta e dois bilhões de toneladas) de açúcar. Isso representa 51% a mais da quantidade comercializada para outros países em relação a 2010 (822 milhões de toneladas).


Ainda em 2011, o faturamento no Estado com as vendas de açúcar alcançou mais de US$ 650 milhões, equivalente a 16,62% do total exportado, superando a participação de produtos como a carne bovina e a pasta de madeira. “O forte acréscimo da produção de açúcar em Mato Grosso do Sul se deve principalmente à instalação de sete novas indústrias, em 2009.”, explicou Roberto Hollanda Filho, presidente da Biosul – Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul.


No ano passado também, conforme os dados apresentados pela SECEX, o faturamento total do Estado com as exportações foi de quase US$ 4 bilhões. Em 2010, o total somou US$ 2,960 bilhões, o que representa aumento de 33% dos valores comercializados. No ranking estadual, o açúcar em 2010 era o quarto produto mais vendido.


Para o presidente da Biosul, o Estado foi beneficiado por duas situações importantes: pelo aumento da produção de açúcar e pela valorização do produto. “Quando analisamos os dados do faturamento de 2010, em relação a 2011, verificamos um aumento de 96%”, apontou Hollanda. Em 2010, o valor das exportações do açúcar chegou a US$ 331 milhões, enquanto que em 2011, esse número foi de US$ 650 milhões.


Showtec 2012


O Showtec é a maior feira de tecnologia do Centro-Oeste, que começou no último dia 25 e segue até essa sexta-feira (27) de janeiro, nas imediações da Fundação MS, em Maracaju. O tema atual é “Produção de Alimentos com Consciência Ambiental”, escolhido para conscientizar produtores sobre as formas de atrair renda sem prejudicar o meio ambiente.


O evento, realizado por meio da Seprotur (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, Comércio e Turismo); pela Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural); Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS); Aprosoja (Associação de Produtores de Soja); além de Sindicatos e apoiadores, como Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Embrapa, Prefeitura Municipal de Maracaju, Sebrae, entre outros.


Ao todo, 13 instituições participantes apóiam a apresentação de 70 cultivares de soja e 100 híbridos de milho, com 20 lançamentos. Resumindo, fazendo do Showtec, o maior evento de difusão de tecnologia da região Centro-Oeste.


Pra ter uma idéia, o evento acontece numa área de 150 m², com 115 empresas, que apresentam as mais diversas tecnologias do mundo agropecuário, cerca de 600 no total


Com informações de Sato Comunicação (Campo Grande).

Jornal Midiamax