Geral

Na laterna, Timão poupa de novo: um risco calculado

Como pode um treinador retirar seus principais jogadores sabendo que a equipe é a última colocada? Será que é tão cansativo atuar quarta e domingo? Se o título da Libertadores não vier, dará tempo de se recuperar no Brasileirão? Essas foram algumas das perguntas feitas pelos corintianos após a derrota no Sul, no último domingo, […]

Arquivo Publicado em 17/06/2012, às 10h40

None

Como pode um treinador retirar seus principais jogadores sabendo que a equipe é a última colocada? Será que é tão cansativo atuar quarta e domingo? Se o título da Libertadores não vier, dará tempo de se recuperar no Brasileirão? Essas foram algumas das perguntas feitas pelos corintianos após a derrota no Sul, no último domingo, que levou o atual campeão nacional à lanterna da atual disputa.


Em busca de respostas, o LANCENET! ouviu pessoas da diretoria e da comissão técnica do Corinthians, que esmiuçaram a situação dos titulares, explicaram o motivo das trocas que serão feitas hoje, a partir das 18h30, contra a Ponte Preta, em Campinas, e garantiram à reportagem:
o risco é necessário e calculado.


Calculado porque a prioridade é o título da Libertadores. Com a vitória na Vila, por 1 a 0, a equipe de Tite precisa de um empate contra o Santos no Pacaembu, dia 20, para chegar à decisão do torneio. Um feito inédito na história alvinegra.


E necessário porque, de acordo com os responsáveis pelo departamento de futebol profissional do Timão, fatores extracampo, possíveis lesões musculares e incerteza quanto à qualidade dos substitutos não podem ser ignoradas a apenas três jogos da conquista inédita.


– Colocamos tudo numa balança, pesamos e decidimos que o planejamento não pode ser mudado pela posição no Brasileirão. Chegamos até aqui na Libertadores exatamente porque agimos assim – afirmou uma das pessoas ouvidas pelo L!, durante um bate-papo.


E foi com base na apuração com as pessoas mais próximas a Tite que a reportagem preencheu esse campinho ao lado, com os jogadores que irão iniciar a partida contra a Ponte Preta, hoje à noite, e com aqueles que foram preservados para enfrentar o Santos em condições físicas ideias na próxima quarta. A última colocação é consequência do mau desempenho em campo, algo que foi pensado e repensado…


Julio Cesar/Cássio:
Cassio seria um dos poucos titulares que poderiam ser colocados hoje. Julio Cesar jogará só por precaução.


Welder/Alessandro:
Com 33 anos e histórico de lesão acima da média, Alessandro precisa ser preservado. Welder joga!


Antonio Carlos/Chicão e Wallace/Leandro Castán:
Chicão e Castán serão preservados porque Wallace e P. André vêm de lesão e cirurgia. Eles não estão 100%.


Ramon/Fábio Santos:
Fábio Santos atuou nos últimos dois jogos (Santos e Grêmio). Por desgaste, Tite optou por Ramon.


Marquinhos/Ralf e Willian Arão/Paulinho:
Paulinho e Ralf são os motores da equipe e não há jogadores da posição no banco do mesmo nível.


Ramírez/Jorge Henrique:
Na Libertadores, Jorge Henrique tem atuado com frequência. Nos outros campeonatos, não. Hoje, de novo…


Douglas/Danilo:
Danilo não consegue manter alto nível com jogos de quarta e domingo. Por isso, Douglas jogará hoje à noite.


Willian/Emerson:
Emerson está suspenso contra o Santos. Willian é o favorito para substitui-lo e jogará hoje à noite para pegar ritmo.


Elton/Alex:
Pequenos problemas musculares no ano vêm sendo tratados por Alex, que não jogará hoje por precaução.

Jornal Midiamax