Geral

Mulher salva neta de 2 anos de ataque de Jararaca em Mato Grosso do Sul

Ao começar a limpar em frente da residência a avó percebeu uma movimentação em um amontoado de tijolos, onde sua neta estava perto

Arquivo Publicado em 24/04/2012, às 09h19

None

Ao começar a limpar em frente da residência a avó percebeu uma movimentação em um amontoado de tijolos, onde sua neta estava perto

Por volta das 19h desta segunda feira (23), foi encontrada uma cobra do tipo Jararaca em frente a uma residência que fica localizada na Rua Crispim Coimbra, no bairro Jardim das Paineiras em Três Lagoas (335 km de Campo Grande).

Segundo informações da moradora da residência S.P.A. (36), ela iria limpar a frente de sua residência e levou sua neta de 2 anos. Ao começar a limpar ela percebeu uma movimentação em um amontoado de tijolos, onde sua neta estava perto.

Ao olhar para o local, constatou que se tratava de uma cobra e segundo ela, a mesma já estava pronta para “dar o bote” em sua neta. Assustada, S.P desferiu contra a cabeça da cobra vários golpes com o cabo da vassoura que estava em sua mão.

A cobra tinha cerca de um metro, S.P ainda relatou a nossa reportagem que já é a quinta vez que isso acontece, pois, nas proximidades de sua casa existem vários terrenos abandonados. “Denuncias já foram feitas a respeito dos terrenos sujos e abandonados na Prefeitura, mas nada foi feito até o momento” finalizou.

Leia mais sobre as características da Jararaca:

Nome popular: Jararaca

Classe: Reptilia

Ordem: Squamata

Família: Viperidae

Subfamília: Crotalinae

Nome científico: Bothrops jararaca

Nome inglês: Common lancehead

Distribuição: América do Sul

Habitat: Florestas e cerrado

Hábito: Noturno

Particularidades: É a mais conhecida do gênero Bothrops. É muito perigosa, mas geralmente foge assim que avistada. Mede, em média, cerca de 1,20m. A Jararaca possui desenhos que lhe proporcionam uma excelente camuflagem, sendo difícil a visualização do animal, mesmo para olhos experientes. Sempre que for pegar algo no chão, ou caminhar na mata, use um calçado, de preferência uma bota, e olhe bem por onde pisa.

Reprodução: Vivípara, isto é, dá a luz a filhotes ao invés de colocar ovos, com o nascimento previsto para início da estação chuvosa.

Alimentação: Quando filhote, a Jararaca, como a maioria dos membros do gênero Bothrops, possuem a extremidade da cauda ligeiramente clara ou amarelada. Isto porque, ela utiliza a cauda para engodar (atrair) pequenas rãs e sapos, bem como pequenos lagartos, do qual se alimenta. Quando adulta alimenta-se principalmente de pequenos roedores.

Jornal Midiamax