Geral

Mulher presa em Corumbá indicou o local dos corpos de jovens em Campo Grande

A mulher de 25 anos, que está detida na sede da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), confessou ter envolvimento no sequestro que culminou na morte de Leonardo Batista Fernandes, 19 anos e Breno Luiz Silvestrine de Araújo, 18 anos, depois de serem abordados na noite passada, na porta de um bar, no […]

Arquivo Publicado em 31/08/2012, às 19h25

None
1094690346.jpg

A mulher de 25 anos, que está detida na sede da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), confessou ter envolvimento no sequestro que culminou na morte de Leonardo Batista Fernandes, 19 anos e Breno Luiz Silvestrine de Araújo, 18 anos, depois de serem abordados na noite passada, na porta de um bar, no Chácara Cachoeira, em Campo Grande.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes Cano, titular da Defurv, em conversa informal com a mulher identificada pelo nome de Daiane, ela foi presa em um posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Miranda). Ela estava de carona e, por estar assustada, suja e com o celular de um dos rapazes recebeu voz de prisão. Ela chegou à sede da Defurv por volta das 14h dessa sexta.

Conforme ainda em depoimento informal à delegada, Daiane disse que ela, seu marido e um terceiro integrante do grupo planejaram a ação criminosa. Os dois jovens foram mortos antes do trio viajar para Corumbá onde de lá levariam a caminhonete Pajero para a Bolívia.

Os corpos dos dois rapazes já foram retirados do local, que fica na saída de Campo Grande para Rochedo. O tráfego de veículos na BR 262 também já está liberado. As famílias das vítimas não foram ao local por abalo emocional. A delegada retorna para a Defurv para colher depoimento oficial de Daiane e prosseguir com as investigações.

Jornal Midiamax