Geral

Mulher perde controle de carro, invade calçada e mata homem em Campo Grande

Com sinais de embriaguez, a condutora atropelou três pessoas de uma mesma família, que tomavam tereré em frente à sua casa. Um homem morreu e seu irmão está em estado grave no hospital

Arquivo Publicado em 28/10/2012, às 19h30

None
2030014809.jpg

Com sinais de embriaguez, a condutora atropelou três pessoas de uma mesma família, que tomavam tereré em frente à sua casa. Um homem morreu e seu irmão está em estado grave no hospital

Por volta das 15h10 deste domingo (28), Pamela Karina Eifer, 26 anos, aparentemente embriagada, perdeu o controle do veículo Peugeot, placa NRN 3383, invadiu a calçada no Bairro Jardim Seminário, quebrou o muro de uma residência e atropelou três moradores. Osmar de Almeida Oliveira, de 44 anos, morreu na hora. Indignados com o acidente, vizinhos partiram para cima da condutora, que foi acolhida por outros moradores para evitar agressões.


Segundo testemunhas do acidente, a mulher descia em alta velocidade a Rua do Seminário. Logo após passar curva e desviar de uma camionete Hilux, ela invadiu a calçada e atropelou três pessoas de uma mesma família, que aproveitavam a sombra e tomavam tereré em frente à sua residência.


Osmar não resistiu e morreu na hora. Segundo o major Mario Angelo Ajalla, ele quebrou o pescoço, sofreu afundamento da face do lado esquerdo e quebrou uma das pernas.


Seu irmão, Fernando de Almeida Oliveira Tenório, de 49 anos, foi conduzido à Santa Casa em estado grave. De acordo com Ajalla, ele sofreu lesão na cabeça, costas e quebrou uma perna. A mãe deles, Leonora Oliveira de Almeida, 79 anos, também parou no hospital por conta de várias escoriações pelo corpo.


A tragédia revoltou os moradores, que partiram para cima da motorista. Segundo testemunhas, Pamela voltava de uma chácara, vestida de biquíni e com sinais de embriaguez. Para evitar o pior, um morador a acolheu em sua residência e relatou que a mulher estaria em estado de choque.


Logo depois do acidente, o marido da condutora chegou ao local e culpou a motorista da camionete Hilux, Gisele de Oliveira, 37 anos, pelo acidente. Ela, por sua vez, informou que precisou desviar do veículo Peugeot para não ser a vítima do acidente. Gisele conduzia a camionete acompanhada dos três filhos.


O acidente mobilizou agentes da Polícia Tática do primeiro Batalhão, da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) e do Corpo de Bombeiros. Mais de 100 pessoas continuam no local acompanhando a perícia, que já detectou frenagem de 17 metros. Pamela segue escondida em uma residência próxima ao acidente no Bairro Jardim Seminário.

Jornal Midiamax