Geral

Mulher é presa por permitir que marido abusasse da filha de 6 anos em Coronel Sapucaia

Uma mulher foi condenada a 14 anos de prisão neste mês de fevereiro por permitir que o padrasto abusasse sexualmente da própria filha, em Coronel Sapucaia. De acordo com o Ministério Público de Mato Grosso do Sul da Comarca de Amambai, que atuou no caso, os abusos contra a menina começaram quando ela tinha seis […]

Arquivo Publicado em 29/02/2012, às 15h01

None

Uma mulher foi condenada a 14 anos de prisão neste mês de fevereiro por permitir que o padrasto abusasse sexualmente da própria filha, em Coronel Sapucaia.


De acordo com o Ministério Público de Mato Grosso do Sul da Comarca de Amambai, que atuou no caso, os abusos contra a menina começaram quando ela tinha seis anos de idade e só cessaram quando, aos 12 anos, a menina engravidou do padrasto.


Segundo o site A Gazeta News, o processo com a denúncia contra o padrasto e a mãe da menina, que foi ajuizada pelo Promotor de Justiça, Ricardo Rotunno, da 2ª Promotoria da Comarca de Amambai, a qual o município de Coronel Sapucaia pertence, estava em trâmite desde o ano de 2008, quando o caso chegou ao conhecimento das autoridades.


A sentença, que foi aplicada pelo Juiz titular da 2ª Vara da Comarca de Amambai, Thiago Nagasawa Tanaka, saiu no último dia 17 de fevereiro.


De acordo com a Promotoria de Justiça, a mulher será presa e deverá cumprir a pena inicialmente em regime fechado, já o padrasto, acusado de violentar a própria enteada desde os seis anos de idade até engravidar a menina em 2008, teve o processo extinto.


O acusado, que segundo o MP, ameaçava matar a vítima e um irmão dela caso ela denunciasse os estupros sofridos, morreu antes de ser sentenciado pelo crime.

Jornal Midiamax