Geral

Mulher de Valdivia relata agressão sexual e descarta volta ao Brasil

A mulher do meia palmeirense Valdivia, Daniela Aránguiz, afirmou que sofreu tentativa de estupro do criminoso que sequestrou o casal na noite da última quinta-feira, em São Paulo, e que não pretende voltar a morar no Brasil. De acordo com ela, que passou o fim de semana no Chile com o marido, a chance de […]

Arquivo Publicado em 11/06/2012, às 13h19

None

A mulher do meia palmeirense Valdivia, Daniela Aránguiz, afirmou que sofreu tentativa de estupro do criminoso que sequestrou o casal na noite da última quinta-feira, em São Paulo, e que não pretende voltar a morar no Brasil. De acordo com ela, que passou o fim de semana no Chile com o marido, a chance de retornar à capital paulista já está descartada.


Daniela afirmou à emissora chilena TVN que a agressão sexual aconteceu em um momento em que ficou sozinha com o bandido. “Quando ficamos sozinhos, ele tentou me tocar”, declarou. “Eu não posso voltar ao Brasil. Tínhamos uma vida, compramos um apartamento, mas eu e meus filhos não vamos voltar.”


Valdivia, que adiou seu retorno ao Palmeiras para esta terça-feira, não descartou sair do clube para morar no Chile com a mulher. O meia afirmou que não se trata de uma desculpa para deixar o time alviverde, e que é muito complicado tomar uma decisão neste momento.


“Para mim é difícil. Sempre coloquei o plano pessoal acima do profissional. Tenho contrato com o Palmeiras até 2015 e insisto que tudo isso é difícil para mim. Ela (Daniela) decidiu se mudar definitivamente para o Chile. É possível que eu abandone o Brasil e a cidade de São Paulo”, afirmou.

Jornal Midiamax