Geral

MP do Paraná denuncia prefeito e ex-prefeito de Londrina por desvio de R$ 3,8 milhões

O Ministério Público (MP) do Paraná protocolou hoje (17) denúncia criminal no Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná contra o atual prefeito de Londrina, José Joaquim Martins Ribeiro (ex-PSC, hoje sem partido), e contra o ex-prefeito Barbosa Neto (PDT). Ambos são acusados pelo MP por formação de quadrilha, fraude à licitação, corrupção passiva, peculato e […]

Arquivo Publicado em 17/09/2012, às 21h29

None

O Ministério Público (MP) do Paraná protocolou hoje (17) denúncia criminal no Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná contra o atual prefeito de Londrina, José Joaquim Martins Ribeiro (ex-PSC, hoje sem partido), e contra o ex-prefeito Barbosa Neto (PDT). Ambos são acusados pelo MP por formação de quadrilha, fraude à licitação, corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

Outras 17 pessoas também são denunciadas por um ou mais dos crimes citados, entre elas seis ex-secretários municipais. De acordo com a denúncia, baseada em inquérito policial, pelo menos R$ 3,8 milhões foram desviados dos cofres públicos da prefeitura. Outros R$ 540 mil foram pagos em propinas.

A denúncia envolve irregularidades em três licitações relativas ao fornecimento de uniformes escolares, tênis e mochilas, realizadas entre os anos de 2010 e 2012. Conforme investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), itens dos contratos foram superfaturados a fim de promover o desvio de recursos públicos em troca de propinas.

A acusação foi formulada pelo Gaeco e pela Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, por delegação da Procuradoria-Geral de Justiça do Paraná. Como a investigação envolve prefeito, cabe à Procuradoria-Geral o respectivo processo penal. Uma eventual instauração de ação penal será avaliada pela 2ª Câmara Criminal do TJ do Paraná.

No último dia 30 de julho, Barbosa Neto teve o mandato de prefeito cassado pela Câmara Municipal. Seu vice, Martins Ribeiro, assumiu o cargo. Mesmo após a cassação, a Justiça Eleitoral manteve o pedetista entre os seis candidatos que disputam a prefeitura da cidade.

A reportagem da Agência Brasil tentou ouvir o atual prefeito de Londrina, mas a assessoria de imprensa da administração municipal informou que ele se encontra em licença médica e não tem mantido contato nos últimos dias. O advogado do prefeito alegou estar em reunião e não concedeu entrevista. Já a assessoria do ex-prefeito Barbosa Neto não foi localizada pela reportagem.

Jornal Midiamax