Geral

Montillo revela pedido de reajuste salarial e aguarda resposta do Cruzeiro na terça

O meia Montillo revelou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, que se reuniu com o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, na segunda-feira passada e solicitou reajuste salarial por se sentir valorizado.

Arquivo Publicado em 21/01/2012, às 00h21

None
780296582.jpg

O meia Montillo revelou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, que se reuniu com o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, na segunda-feira passada e solicitou reajuste salarial por se sentir valorizado.

O meia Montillo revelou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, que se reuniu com o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, na segunda-feira passada e solicitou reajuste salarial por se sentir valorizado, depois de despertar o interesse de outros clubes, principalmente Corinthians e São Paulo. De acordo com o meia, o dirigente celeste pediu prazo de uma semana e a resposta deve sair na terça-feira.


“Quando você tem um jogador que quer que fique e recusa uma proposta muita boa, tanto para o jogador como para o Cruzeiro, e o Cruzeiro não estava de acordo com os termos da proposta do Corinthians, tem de fazer uma força. O futebol é assim. Todos os times estão valorizando Montillo, então acho que o Cruzeiro tem de fazer o mesmo”, observou Montillo, em entrevista veiculada pela Rádio Globo Minas.


O meia informou que seu empresário, Sergio Irigoitia, se reunirá com Gilvan Tavares na próxima terça-feira para dar sequência à negociação. “Eu tive uma reunião com o presidente na segunda-feira, falando para ele que houve reconhecimento por ele recusar uma proposta boa para mim e para o Cruzeiro. Ele pediu para mim uma semana, então na terça-feira vai chegar meu procurador para falar novamente com ele”, afirmou.


Recentemente, as diretorias de Corinthians e São Paulo informaram oficialmente que desistiram de tentar contratar Montillo, devido à resistência do Cruzeiro em manter a pedida inicial de 15 milhões de euros pelo jogador. O presidente celeste disse que a proposta feita pelo Corinthians ao meia, cujo valor do salário ele colocou em dúvida, mexeu com a cabeça do atleta.


Na entrevista desta sexta-feira, Montillo disse que está ciente que tem de cumprir o contrato com o Cruzeiro (que vai até 2015), mesmo que não haja reajuste salarial. “Eu gosto muito do Cruzeiro, o torcedor que me conhece, o companheiro que me conhece dentro do campo sabe que jogo da mesma maneira sempre, não vai mexer na minha cabeça”, ressaltou.


“Se não sair ou se não arrumar um contrato novo aqui, eu vou jogar do mesmo jeito e todo mundo sabe disso. Quem pensa diferente, eu vou mostrar em campo porque cheguei ao Cruzeiro para fazer o melhor e tomara que continue dando alegria aos torcedores”, acrescentou Montillo.


Jornal Midiamax