Geral

MIS lança exposição audiovisual em homenagem à atriz Glauce Rocha

O governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), lança hoje (31) a “Exposição Audiovisual Glauce Rocha”, às 19 horas, no Museu da Imagem e do Som (MIS), unidade da insituição cultural. A atriz Glauce Eldé Ilgenfritz Corrêa de Araújo Rocha, ou Glauce Rocha, nasceu em Campo Grande […]

Arquivo Publicado em 31/10/2012, às 12h25

None

O governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), lança hoje (31) a “Exposição Audiovisual Glauce Rocha”, às 19 horas, no Museu da Imagem e do Som (MIS), unidade da insituição cultural.


A atriz Glauce Eldé Ilgenfritz Corrêa de Araújo Rocha, ou Glauce Rocha, nasceu em Campo Grande (MS) em 1933, e morreu em São Paulo (SP) em 1971; foi musa dos anos 60 por seu estilo e personagens que interpretou no teatro, no cinema e na televisão, atravessando duas gerações de criadores. Com forte consistência intelectual, a profissão de atriz não lhe supriu inteiramente, levando-a a desenvolver a direção, a produção, a dramaturgia e a crítica em sua vida artística. No cinema, atuou em Terra em Transe (1967), Navalha da Carne (1969), entre outros 25 filmes, 64 produções televisivas e cerca de 40 peças teatrais, sendo agraciada com vários prêmios, entre eles dois Molières (maiores prêmios de teatro da época). Aclamada pelo público e pela crítica, deixou um forte exemplo de coragem e de luta pela democracia ao protestar contra a censura no período pós-Estado Novo e durante a Ditadura Militar.


Com o objetivo de reavivar o importante legado de Glauce Rocha e incentivar a população a refletir sobre a função da arte e do artista perante a sociedade, esta exposição contará com livros, discos, fotos, objetos pessoais, imagens de arquivo, filmes e exposições audiovisuais que tratam da vida e da obra dessa grande artista que nasceu em Campo Grande e brilhou para o mundo.


“Enfocando aspectos diferentes da trajetória de Glauce, as exposições audiovisuais produzidas pela equipe do MIS evidenciam recortes que trabalham no sentido de realçar a importância e o legado de Glauce, utilizando-se do suporte audiovisual para contextualizar partes da história da atriz e, por consequência, do País e do momento histórico pelo qual passavam”, afirma Alexandre Sogabe, gestor de Atividades Educativas do MIS e um dos produtores da exposição.


“A consciência sobre o papel fundamental e a função social que a arte exerce sobre a sociedade deve estar em um processo contínuo de avaliação, sendo que a ‘Exposição Audiovisual Glauce Rocha’ nos oferece uma oportunidade ímpar de refletir sobre uma artista de Campo Grande que contribui de forma grandiosa para os rumos éticos e estéticos da arte nacional e mundial, interferindo também nos rumos históricos, sociais, culturais e políticos do País”, analisa o presidente da Fundação de Cultura do governo do Estado, Américo Calheiros.


O Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul tem por finalidade preservar os registros que compõem a memória audiovisual sul-mato-grossense, efetuando a salvaguarda dos bens culturais que formam a identidade cultural do Estado.


O acervo do museu, formado a partir de doações particulares e institucionais, é composto por um rico material que contempla categorias como fotografia, vinil, CD, VHS, DVD, película, livro, catálogo e objeto. Desde sua criação, o museu vem desenvolvendo ações museológicas no sentido de contribuir com a formação e a difusão de conhecimento e da cultura no Estado, oferecendo à comunidade uma programação diversificada de palestras, oficinas, cursos, seminários, mostras de cinema e exposições.


Serviço


O lançamento da “Exposição Audiovisual Glauce Rocha” acontece no próximo dia 31, às 19 horas, no Museu da Imagem e do Som, que fica no Memorial da Cultura e Cidadania, na avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar.


A exposição estará aberta ao público gratuitamente de segunda a sexta, das 8 às 17 horas. Informações pelo email [email protected] e pelo fone 3316-9178.

Jornal Midiamax