Geral

Ministério das Cidades exonera chefe de gabinete citado em caso Copa

O chefe de gabinete foi citado no caso em que deixou mais cara uma obra da Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá (MT)

Arquivo Publicado em 26/01/2012, às 14h17

None
1156791200.jpg

O chefe de gabinete foi citado no caso em que deixou mais cara uma obra da Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá (MT)

Braço direito do ministro das Cidades Mário Negromonte, o chefe de gabinete Cássio Peixoto foi exonerado do cargo, conforme publicação do Diário Oficial da União da última terça-feira (24).


Peixoto teve o nome citado no caso de uma obra da Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá (MT), que após um parecer ficou mais cara.


O ex-chefe de gabinete autorizou a alteração do parecer técnico que vetava a mudança do projeto do governo de Mato Grosso, onde trocava a implantação de uma linha rápida de ônibus (BRT) pela construção de um veículo leve sobre trilhos (VLT).


Com as alterações, o custo da obra subiu para R$ 1,2 bilhão, cerca de R$ 700 milhões a mais que o projeto original.

Jornal Midiamax