Geral

Michel Temer e Celso Amorim acompanham ações da Ágata 6 em Corumbá

Comitiva acompanhou as ações da Operação Ágata 6, desencadeada no dia 09 de outubro em quatro estados brasileiros

Arquivo Publicado em 17/10/2012, às 18h42

None
576723227.jpg

Comitiva acompanhou as ações da Operação Ágata 6, desencadeada no dia 09 de outubro em quatro estados brasileiros

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), desembarcou por volta das 09h30, no Aeroporto Internacional de Corumbá. Duas aeronaves trouxeram a comitiva integrada pelo ministro da Defesa, Celso Amorim e autoridades militares, dentre elas, o General-de-Exército Enzo Martins Peri, Comandante do Exército Brasileiro e o almirante-de-esquadra, Gilberto Max Roffé Hirschfeld, comandante de Operações Navais.

Os integrantes foram recebidas pelo general de Exército João Fransico Ferreira, comandante do Comando Militar do Oeste e da Área Operacional Oeste, dentro da Operação Ágata 6; pelo general Carlos dos Santos Sardinha, comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira; e pelos prefeitos de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira e de Ladário, José Antoio Assad, além de demais autoridades locais.

A comitiva acompanha as ações da Operação Ágata 6, desencadeada no dia 09 de outubro em quatro estados brasileiros. Parte da comitiva seguiu para o Forte Coimbra e outra parte foi para o 6º Distrito Naval, em Ladário, onde todos voltam a se reunir para um almoço. Na parte da tarde, o vice-presidente irá vistoriar as ações no Posto Esdras, na fronteira. Na sequência, ele deve dar uma entrevista coletiva para a imprensa local.

Operação Ágata

A Operação Ágata 6 é coordenada pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) e não tem data para ser encerrada. As tropas militares estão presentes em quatro Estados: Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Acre. O trecho estende-se do município de Corumbá (MS) até Mâncio Lima (AC).

Na fronteira Brasil-Bolívia, estão envolvidos na operação cerca de 1,3 mil homens da Marinha, subordinados ao Comando do 6º Distrito Naval, sediado em Ladário. Destes, 450 atuam em atividades diretas de repressão e fiscalização. Já o Exército emprega o efetivo de 676 homens nas atividades.

A Ágata 6 promove as seguintes atividades: inspeções, vistorias e revistas; inspeções em aeródromos, combustível de aviação, aeronaves e pilotos; notificações e inspeções em acampamentos ribeirinhos; interrogações de embarcações pelo sistema AIS; inspeções de embarcações e condutores; postos de bloqueio e controle de estradas (PBCE) e fluviais (PBCFlu); patrulhas e reconhecimentos navais, terrestres e aéreos; fiscalizações de produtos controlados; operações de apoio à população (ACISO); atendimentos médico-odontológicos; atendimentos diversos ao cidadão; reconhecimentos eletrônicos por aeronaves e interceptação aérea, pelo Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA).

Jornal Midiamax