Geral

Maracanã terá metade das obras de reforma concluídas até o final de abril

O vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse hoje (14) que até o final de abril o Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, terá metade de suas obras de reforma concluídas. Atualmente, cerca de 47% das obras já foram realizadas na arena, que será palco de jogos da Copa do Mundo de futebol […]

Arquivo Publicado em 14/04/2012, às 14h58

None

O vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse hoje (14) que até o final de abril o Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, terá metade de suas obras de reforma concluídas. Atualmente, cerca de 47% das obras já foram realizadas na arena, que será palco de jogos da Copa do Mundo de futebol de 2014, entre eles a partida final.


Segundo Pezão, a previsão de conclusão das obras é fevereiro de 2013, a tempo da realização da Copa das Confederações, que acontecerá em junho do aqui que vem e reunirá as seis seleções campeãs de cada continente, além do Brasil e da Espanha (campeã mundial em 2010).


“As obras vão avançar mês a mês e as pessoas vão ver como vai ficar esse estádio. Vai ser o estádio mais bonito do mundo”, disse Pezão. Entre as modificações realizadas pela reforma, orçada em cerca de R$ 850 milhões, estão a mudança da inclinação das arquibancadas, a substituição da cobertura, a redução das dimensões do campo e a construção de quatro novas rampas, além da revitalização das duas rampas monumentais já existentes.


O objetivo da obra é atender as especificações da Federação Internacional de Futebol (Fifa), que exigiu que o estádio tivesse melhor visibilidade e maior conforto para os torcedores. Depois da reforma, o estádio terá capacidade reduzida para 78.600 torcedores. Com as novas rampas e maior espaço entre as cadeiras, o tempo de evacuação do Maracanã passará de 20 minutos para oito minutos, segundo o governo do estado.


Pezão explicou que antes mesmo da conclusão das obras haverá uma licitação para entregar à iniciativa privada o novo Maracanã, hoje sob responsabilidade do governo estadual. O processo de concessão deve ser feito ainda este ano.

Jornal Midiamax