Geral

Mapa lança Plano de Regionalização da Agricultura nesta quarta-feira

Prorrogação de dívidas de custeio agrícola para produtores e cooperativas. Esse é um dos focos do Plano de Regionalização e Desenvolvimento da Agricultura, que será lançada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no dia 28 de agosto, durante a 35ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas Agrícolas e Artesanato (Expointer) que acontece em Esteio, […]

Arquivo Publicado em 27/08/2012, às 19h38

None

Prorrogação de dívidas de custeio agrícola para produtores e cooperativas. Esse é um dos focos do Plano de Regionalização e Desenvolvimento da Agricultura, que será lançada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no dia 28 de agosto, durante a 35ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas Agrícolas e Artesanato (Expointer) que acontece em Esteio, Rio Grande do Sul.

O diretor secretário da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Ruy Fachini, e o diretor tesoureiro da entidade, Almir Dalpasquale, participam da Expointer e acompanham o lançamento do Plano, que será desenvolvido como projeto piloto no Rio Grande do Sul para depois ser estendido aos outros estados até 2013. “Nosso objetivo é conhecer a iniciativa e buscar subsídios para contribuir na adaptação do plano em nossa região”, aponta.

O lançamento do plano será feito às 14 horas desta terça-feira (28), pelo ministro Mendes Ribeiro Filho. Na quarta-feira, os representantes da Famasul participam de reunião para tratar sobre escoamento do milho. O Mapa deve liberar mais 250 mil toneladas de milho brasileiro para venda em balcão no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, estados que, em função da seca e estiagem, não tiveram produção significativa do grão. Com 70% do milho colhido, Mato Grosso do Sul deve atingir colheita histórica, chegando a 5,5 milhões de toneladas. A demanda é de que a oferta do milho sul-mato-grossense seja ampliada nos leilões do Mapa.

Jornal Midiamax