Geral

Mais de três mil câmeras vão monitorar serviços essenciais em Campo Grande

Objetivo, segundo o prefeito, é “proporcionar a segurança necessária para que o munícipe tenha com qualidade esses serviços”. A implantação do sistema coube as detentoras dos contratos de concessão do transporte, lixo, água e esgoto

Arquivo Publicado em 20/12/2012, às 14h35

None
1577254677.jpg

Objetivo, segundo o prefeito, é “proporcionar a segurança necessária para que o munícipe tenha com qualidade esses serviços”. A implantação do sistema coube as detentoras dos contratos de concessão do transporte, lixo, água e esgoto

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) apresentou, na manhã desta quinta-feira (20), o Centro de Monitoramento da Agência de Regulação dos Serviços Públicos que irá acompanhar mais de três mil câmaras de vídeo instaladas nos ônibus do transporte público, em caminhões coletores de lixo e em reservatórios de água.


O objetivo, segundo o prefeito, é “proporcionar a segurança necessária para que o munícipe tenha com qualidade esses serviços”. Ainda de acordo com Nelsinho, a implantação do sistema coube as detentoras dos contratos de concessão do transporte, lixo, água e esgoto.


O investimento seria na ordem de R$ 20 milhões, conforme o presidente da Agência de Regulação, Marcelo Amaral. Ele informou ainda que em cada um dos 600 ônibus foram instaladas quatro câmaras, totalizando 2,4 mil equipamentos. Os demais estão presentes nos caminhos coletores de lixo e nos reservatório de água.


No transporte, o serviço contribuirá para reduzir a criminalidade, informar em tempo real a localização dos veículos e, futuramente, o plano é disponibilizar online o horário exato da passagem dos ônibus.


“O aperfeiçoamento do acesso e do controle social através dos conselhos de regulação é o próximo passo e o próximo, depois desse, é a disponibilidade de todo esse sistema para o usuário”, disse Nelsinho.


No serviço de água e esgoto, as câmaras auxiliam na manutenção, operação e segurança patrimonial dos reservatórios e, principalmente, detectam em tempo real o vazamento de água. No serviço de lixo, os equipamentos vão acompanhar 24 horas a coleta.


Nos próximos dias, câmaras também serão instaladas no terminal rodoviário. Nelsinho destacou ainda verba federal para implantar o videomonitoramento no centro de Campo Grande.


“Essas câmaras de vídeomonitoramento é uma ação da bancada federal, do deputado Fábio Trad e do senador Moka, que foram junto comigo ao Ministério da Justiça viabilizar a liberação de recursos para que o prefeito eleito possa implantar o vídeo monitoramento no centro da nossa cidade e de viaturas para a Guarda Municipal”, destacou.

Jornal Midiamax